Extremistas assassinam pelo menos 10 homens homossexuais na Síria

Notícias
23 de setembro de 2015
por Genilson Coutinho

hones

Pelo menos dez homens, entre eles um menor, foram assassinados na Síria por extremistas depois que foram acusados de cometer atos homossexuais, segundo um vídeo publicado na última  terça-feira na internet e o relato de ativistas.

Na gravação, cuja autenticidade não foi comprovada, aparecem seis vítimas ajoelhadas e cercadas por um grupo de homens armados mascarados na região de Al Rastan, no norte da província central de Homs, onde estão presentes vários grupos de tendência islâmica.

Um dos mascarados lê um comunicado que explica que os acusados foram condenados à morte pela “Corte Suprema de Homs” após “terem confessado” que cometeram atos de sodomia de forma repetida e seu vício em drogas.

Em seguida, o vídeo mostra a execução dos seis homens por disparos de seus carrascos.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) acrescentou que um sétimo homem foi executado extrajudicialmente pelas mesmas acusações na área de Al Zafarana, no norte da mesma província.

O OSDH assinalou que, no norte de Aleppo, outros três suspeitos de serem homossexuais, entre eles um menor de idade, foram fuzilados depois de uma sentença da “Corte de Huraitan”, estabelecida por grupos rebeldes na região, por “terem cometido atos de sodomia”.

Não se sabe a data de todos esses assassinatos na Síria, onde se tornou habitual a execução de homossexuais por organizações extremistas, como o Estado Islâmico (EI) e a Frente al Nusra, grupo ligado à Al Qaeda, entre outros.