Ex-goleiro Higuita defende beijo gay de torcedores na Colômbia

Notícias
8 de maio de 2019
por Genilson Coutinho

O ex-goleiro René Higuita, uma das maiores referências do futebol colombiano, saiu em defesa de um casal gay de torcedores que foi flagrado aos beijos durante um jogo do Atlético Nacional. Ídolo histórico do clube, Higuita criticou os comentários homofóbicos que se espalharam pelas redes sociais e usou a mesma plataforma para enviar uma mensagem de paz.

“Homem, qual é o problema? Deixem os garotos serem felizes, não estão causando dano a ninguém. Além disso, Atlético Nacional é amor, é paixão, é alegria, é família! É o mais lindo do futebol… No estádio somos todos bem-vindos e que cada um desfrute à sua maneira”, escreveu Higuita em seu Twitter na segunda-feira 6.
Higuita, de 52 anos, foi um dos goleiros mais marcantes de sua geração, tanto por sua extravagância quanto por sua qualidade para atuar com os pés. Seu momento de maior repercussão internacional aconteceu na Copa de 1990, na Itália, onde fez belas defesas, mas também se atrapalhou ao sair jogando na derrota para Camarões que culminou na eliminação do time.
A falha não diminuiu sua condição de ídolo local, sobretudo por suas façanhas pelo Atlético Nacional, clube pelo qual atuou entre 1986 e 1997, com uma breve saída para o futebol espanhol. Pelo time de Medellín, conquistou a Libertadores de 1989 e chegou novamente à decisão do torneio em 1995, quando foi derrotado pelo Grêmio.