#EuNãoMereçoSerEstuprada: Movimento de Lésbicas e Mulheres Bissexuais da Bahia promovem protesto no próximo sábado (5), em Salvador

Sem categoria
2 de abril de 2014
por Genilson Coutinho

A Praça do Campo Grande  será palco da manifestação em sinal do protesto contra a pesquisa do IPEA, que divulgou que 65,1% dos brasileiros acham que a mulher que mostra o corpo merece ser estuprada. O ato está previsto para o próximo sábado (5), às 13h.

A manifestação será realizada pelo Movimento de Lésbicas e Mulheres Bissexuais da Bahia, comandada pela militante Sandra Muñoz.

O resultado da pesquisa é motivo de revolta da população feminina do Brasil inteiro e ganhou força nas últimas semanas com o apoio nas redes sociais e na classe artística como a cantora Daniela Mercury e sua esposa Malu Verçosa, que se manifestaram contra.

Segundo Sandra Munoz, a manifestação tem como objetivo fortalecer a campanha contra toda forma de violência contra a mulher, além de encorajar as mulheres a realizarem a denuncia dos seus agressores e não silenciar jamais. “Não estamos sozinhas. Quem tem que ficar constrangido são eles, não nós. Merecemos respeito”, disparou ela.

Ainda de acordo com Sandra, esse fator é fundamental, pois muitas mulheres ainda vivem no silêncio e com medo de falar sobre o assunto.

“Eu fui violentada aos 19 anos e só hoje ao 40 anos, tive coragem de contar. Minha família nem sabia desta triste história, mas não posso ficar calada, pois eu, como muitas mulheres que sofreram esse tipo de violência, além do silêncio sem falar na culpa que guardamos dentro de nós, como se nós fossemos culpadas diante do comportamento da sociedade. Tudo isso é muito triste”, revela Munoz.