Estudante cria vaquinha para reparar dentes que perdeu em ataque homofóbico

Notícias
22 de novembro de 2018
por Genilson Coutinho

Estudante de Humanidades perde três dentes em ataque homofóbico (Foto: Reprodução/Facebook)

Observatório G

O estudante de Humanidades Aislan Casaiscriou uma vaquinha online para custear o tratamento odontológico para reparar três dentes que perdeu após sofrer um ataque homofóbico.

 Batizada de “Aislan Sorrindo de Novo”, a vaquinha pretende arrecadar R$ 6.000 para ajudar a pagar o tratamento odontológico. Até o momento, já foram arrecadados R$ 3.175,00.

O caso

O episódio ocorreu no dia 03 de novembro. Casais foi abordado por dois homens ao sair do aniversário de uma amiga, em São Francisco do Conde, Recôncavo baiano.

Segundo o jovem de 22 anos, um deles que estava com uma soqueira inglesa e deu quatro socos em sua boca. A intenção dos agressores era de matar a vitima. “Bora matar esse viado!”,relatou ele de ter ouvido dos rapazes.

Em seu Facebook, Aislan narrou o episódio e afirmou ter sentido medo. “O medo tomou conta de mim. Eu estava todo ensanguentado e só imaginava que naquele momento eu seria mais um LGBT morto. Os dentes facilmente soltavam da minha boca e os murros não paravam vindo juntos com gritos de “viado”. Eu sobrevivi”, escreveu.

“Sobrevivi à violência com teor de homofobia em São Francisco do Conde-Ba. Consegui fugir dos dois agressores e deixo São Francisco do Conde com a mão no coração. Essa cidade hoje só me faz refletir sobre a pior experiência da minha vida”, completou.

Após a agressão, ele correu até um bar próximo, onde conseguiu apoio. A dona do estabelecimento que pagou um mototáxi para levá-lo ao hospital mais próximo.

Aislan foi atendido no Hospital Célia Almeida Lima, em São Francisco do Conde. Ele conseguiu registrar o Boletim de Ocorrência e também fez o exame de corpo de delito, no município de Santo Amaro.