Estreia novo espetáculo para bebês no Teatro Molière

No Circuito, Teatro
10 de outubro de 2018
por Genilson Coutinho

Gromelôs e Garatujas é o primeiro espetáculo teatral imersivo voltado para a primeira infância e para as famílias, no qual o público é envolvido pelas imagens mapeadas projetadas por quase todo o teatro.
Comemorando 15 anos dedicados exclusivamente à infância e juventude, o Grupo Teca Teatro traz no elenco Luciana Comin e Marconi Arap, artistas que se dedicam integralmente à pesquisa para este público-alvo e que são os responsáveis pelo desenvolvimento deste projeto que articula tecnologia, audiovisual, poesia, teatro e dança.
Em Gromelôs e Garatujas optou-se por não fazer uso da voz articulada em linguagem. O texto é conduzido por meio de recursos audiovisuais e pelos artistas cênicos que tiveram direção de movimento e coreografias assinadas por Denise Torraca.
O argumento assinado pelo casal de atorxs relata de modo poético o florescimento humano desde a gravidez, o nascimento, a lactação, o desenvolvimento motor e as primeiras expressões dialetais: o gromelô, esse balbucio inarticulado da fala dos bebês.
Além da escassa, porém complexa, experiência de comunicação através do gromelô outro modo de comunicação é destacada, as garatujas: expressões gráficas que se apresentam livres de técnicas (como não poderia deixar de ser) e abundantes significados interiores.
O espetáculo é livremente inspirado na obra sinfônica de Camille Saint-Saens, importante compositor francês do início do Séc. XX em sua famosa Le Carnaval des Animaux. Há que se destacar, todavia, o trabalho de Luciano Salvador Bahia, experiente trilheiro do teatro baiano, que responde pelas paisagens sonoras dos entremeios – capitulando o arco narrativo e introduzindo os blocos musicais relacionados às diferentes etapas do desenvolvimento nos primeiros anos de vida.
A parte visual do espetáculo, fundamental para o envolvimento da plateia, foi realizado pela artista plástica e professora Adélia D’Carlo com belas iluminuras que buscam articular o mundo secreto dos bebês com cores e texturas que através de computação gráfica e mapeamento de vídeo, foram ganhando movimento e personalidade na relação com os atores em cena num belíssimo trabalho realizado pelo jovem Gabriel Pimenta e Allison Sá, respectivamente.
Gromelôs e Garatujas é um espetáculo criado para ser visto em família e se propõe a ser a primeira experiência artística do público da primeira infância (idade compreendida entre o nascimento e os 06 anos).

Ficha Técnica:
Concepção, criação e execução: Luciana Comin e Marconi Arap
Assistência: Gabriel Nascimento
Arte: Adélia D’Carlos
Desenho Digital: Gabriel Pimenta
Mapeamento de vídeo e Iluminação: Allison Sá
Figurino e Make up: Leonardo Teles
Trilha Sonora: Camille Saint-Saëns “Le carnaval des animaux” executado pela Royal Philharmonic Orchestra, conduzido pelo maestro Andrea Licata.
Trilha incidental inspirada na obra de Saint-Saëns: Luciano Salvador Bahia
Coreografias e Direção de Movimento: Denise Torraca
Identidade Visual: Julia Mileo
Cenotécnica: Gringo Freitas
Serralheiro: Raimundo Serralheiro
Assistente de cenotecnia: Horlando Bispo Santos
Assistente de Desenho Digital: Larissa Lopes
Costureiras: Ceomara Falcão e Francisca da Silva Duarte
Assistente de costura: Sara da Silva
Técnica: Robertto Mezzottinno, Záza Ribeiro e Gabriel Nascimento
Bilheteria: Robertto Mezzottinno
Coordenação de Produção: Marconi Arap
Realização: Grupo Teca Teatro
Agradecimentos: Caio Valente, Inaê Torraca, Vicente Queiróz de Sá, Hilda Lopes Pontes, Klaus Hastenreiter, Ana Tereza Landgraff, Ewerton Mattos, Políbio Lago, Alex Souzan.
SERVIÇO:
O quê: Gromelôs e Garatujas, espetáculo imersivo para bebês e famílias
Quando: sábados 16h. Domingos e feriados 11h
Período: 12, 13, 14, 20 e 21 de outubro e 02. 03 e 04 de novembro
Onde: Teatro Molière. Av. Sete de Setembro 401 – Barra
Quanto: Antecipadamente pelo www.sympla.com.br/Gromelos R$ 40,00 e R$ 20,00
Na bilheteria (aberta somente no dia das apresentações) R$ 50,00 e R$ 25,00
Aviso: A produção do espetáculo informa que cumpre a Lei da Meia-entrada com o percentual de 40% dos ingressos destinados a menores de 18 anos, maiores de 65 anos e deficientes físicos.
Aproveita para informar também que ela é extensiva aos professores e artistas (com a devida comprovação legal) não estando estes sujeitos à lei citada, mas ao percentual destinado pela produção para a promoção do espetáculo.