“Esse momento não é só pela Bahia, é pelo país e pelo mundo” diz madrinha da parada LGBT da Bahia; veja as fotos

Comportamento, Social
11 de setembro de 2017
por Genilson Coutinho

Foto: Genilson Coutinho

O tradicional espaço de festa e protestos dos movimentos populares, o bairro do Campo Grande, em Salvador, recebeu a bandeira do arco-íris, que pela primeira vez ganhou a cor branca com objetivo de pedir paz, no dia a dia, na celebração a 16ª Celebração do Orgulho LGBTQI+ que levou uma multidão ao circuito da folia baiana neste domingo (10). Com a ausência da Flora Gil uma das madrinhas. Políticos, artistas e militantes no trio oficial do GGB pediram paz e denunciaram os índices crescentes de violência contra a população LGBTQI+. Quem também somou neste pedido de justiça e um basta na homofobia foi a jornalista e youtuber Tia Má (Maíra Azevedo) que foi coroada como madrinha da parada que também protestou contra a violência e discursou:

Protesto : Somos todos Dandara (Foto: Genilson Coutinho

“O Brasil é um dos países que mais mata LGBTs no mundo e a Bahia é um dos estados que ocupa o topo da lista. Vamos refletir. Esse momento não é só pela Bahia, é pelo país e pelo mundo. É em nome de todos que são a favor de uma sociedade mais justa. Ser uma mulher hétero e ganhar a coroa de madrinha de um evento tão fundamental é algo de grande responsabilidade. É um bom lembrete para que possamos exclamar o quanto todos podemos nos representar, contanto que passemos educação e noção de respeito adiante”, disse a youtuber enquanto era aclamada pelo público.

A madrinha Maira Azevedo (Foto: Genilson Coutinho)

“A morte não é só física, é simbólica também. Com a invisibilidade, matamos. Quando você ridiculariza, você mata. Você mata um pouco de si e muito do outro, por criar um ciclo de mais mortes. Você, que usa a sua religião para cometer atrocidades ou para discriminar formas de amar, você está matando”, afirmou a jornalista.

Premiação:

Horas antes da saída dos trios o GGB fez a entrega do  prêmio de Ordem da Honra do Mérito da Diversidade Cultural LGBTI no Foyer do TCA. São premiadas as empresas e projetos que dão suporte para uma maior inclusão social relacionada ao público LGBT.

Ana Pellegrine – Uber ( Foto: Genilson Coutinho

Fotos Parada confira a galeria .

Camorete Maluf confira a galeria

Prêmio