Espetáculo Monólogos da Vagina desembarca em julho no Teatro Sesc Casa do Comércio

Sem categoria
11 de junho de 2013
por Genilson Coutinho


Comemorando 13 anos no Brasil com sucesso absoluto de crítica e público, a comédia Os Monólogos da Vagina reestreou em março de 2012 no Teatro Brigadeiro em SP com novo elenco. Em fevereiro de 2013 seguiu para 03 meses de temporada no Rio de Janeiro e agora circula em turnê por várias cidades do Brasil.
O retorno a São Paulo aconteceu no dia 30 de março de 2012 no Teatro Brigadeiro com o mesmo produtor Cássio L. Reis, numa realização da Phoenix Produções Artísticas e Actuare Produções Artísticas e Entretenimento.
O espetáculo continua forte, vivo e muito atual, não apenas pela diversão garantida, mas pela verdadeira mensagem contida em cada cena do texto. No momento em que o Brasil, pela primeira vez em sua história, elegeu uma mulher para a Presidência da República, deixemos que as “vaginas” compartilhem novamente seus desejos e anseios, suas ambições e seus sentimentos por todos os palcos do país, semeando, acima de tudo, a possibilidade de um diálogo de mais respeito e igualdade entre homens e mulheres.
Atrizes consagradas, como Zezé Polessa, Cláudia Rodrigues, Cissa Guimarães, Fafy Siqueira, Totia Meirelles, Bia Nunes, Lucia Veríssimo, Tânia Alves, Elizângela, Mara Manzan, Maximiliana Reis e Chris Couto, entre outras, se orgulham de um dia ter tido a oportunidade de encenar, com muito carinho e respeito, os depoimentos reais de todas as mulheres que tornaram essa obra possível. No elenco atual estão Adriana Lessa, Cacau Melo que já havia participado do espetáculo em 2007 e Gabriela Alves Toulier, encenando as mesmas personagens que sua mãe Tânia Alves fez durante 03 anos anteriormente. Uma grande satisfação para ambas.
Muito mais que um espetáculo teatral, Os Monólogos Vagina tornou-se um Movimento Mundial. Segundo Charles Isherwood, do The New York Times, “provavelmente a mais importante obra de teatro político da última década”.
Mas como surgiu este fenômeno? A autora Eve Ensler escreveu o primeiro rascunho dos Monólogos em 1996, após entrevistar mais de 200 mulheres de vários países sobre sexo, relacionamentos, violência doméstica, estupro, etc. Essas entrevistas se transformaram numa enorme fonte de pesquisa e informações.
Em uma entrevista para o site www.women.com , Eve declarou que sua fascinação por vaginas começou a “crescer numa sociedade violenta”. “O fortalecimento das mulheres na sociedade está diretamente ligado à
sua sexualidade”. Ela disse também: “Eu fico indignada com o fato de mulheres serem violentadas e estupradas e com incesto. Todas estas coisas estão profundamente ligadas às nossas vaginas.” Eve escreveu o texto para “celebrar a vagina”, mas o propósito do espetáculo transformou-se de uma simples
performance comemorativa sobre vaginas e feminilidade em um enorme movimento mundial para acabar com a violência contra as mulheres. A primeira temporada do espetáculo foi no teatro HERE Arts Center em Nova Iorque, e o que era para ter sido uma curtíssima temporada transformou-se rapidamente em um fenômeno ganhando extraordinária visibilidade através de uma enorme campanha popular e mídia espontânea. O espetáculo, desde então, tornou-se fenômeno mundial, sendo inclusive apresentado em países Islâmicos, considerados muito fechados para tal contexto, incluindo Egito, Indonésia, Bangladesh, Malásia e Paquistão.
O texto ganhou em Nova Iorque o prêmio “Obie Award”, na categoria Melhor Espetáculo Inédito, e em apresentações beneficentes já teve em seu cast estrelas hollywoodianas, como Jane Fonda, Susan Sarandon, Glenn Close, Melissa Etheridge, Whoopi Goldberg e até Oprah Winfrey.

SERVIÇO

Teatro Sesc Casa do Comercio
Dias O5,O6,O7 de julho de 2O13
Sexta as 21h,Sabado e domingo as 2Oh
Valor : R$ 7O,OO Interia e 35,OO Meia
Infor 71 3273 8543
Classificação 14 anos