Espetáculo debate o que é baianidade no palco ICBA

Sem categoria
3 de novembro de 2011
por Genilson Coutinho

Expressão freqüentemente usada para definir características do modus vivendi dos baianos, mais especificamente, dos que nascem em Salvador e no Recôncavo da Bahia. Inserido no contexto da construção de tradições (HOBSBAWN e RANGER,1984) e de discursos identitários como forma de produzir coesão e consenso sociais, o conceito de baianidade representa uma imagem da Bahia, dos baianos e suas especificidades, adequando a busca da modernização capitalista que, neste verbete, se refere à industrialização ocorrida a partir da segunda metade do Século XX.      A baianidade da primeira metade do século anterior, na obra de Jorge Amado e nas composições de Dorival Caymmi, expressa uma Bahia marcadamente bucólica e praieira, folclorizada através da preguiça e malemolência do baiano. Este perfil tornara-se contraditório às pretensões hegemônicas da industrialização e foi sendo superado em busca de um padrão identitário moderno, marcadamente urbano, adequado aos fast food’s da sociedade contemporânea e à modernização pretendida. Roberto Albergaria sintetiza: “… somos baianos quando nos convém”. E acrescenta que “quando não convém, somos homem, mulher, ocidental, ser humano, vivente se for ecologista… A identidade baiana é sempre parcial e minoritária. Mas, no mundo da hipermídia, da indústria cultural, da cultura do entretenimento, ela é conveniente”.

“Baianidade Baiana” surge da necessidade de amplificação deste ideal em tornar as palavras inquietude e nossa cultura firmamento absoluto desta ampla diversidade baiana e brasileira. Aos poucos fomos percebendo que o espetáculo era a resposta que podíamos dar às piadas que aprendemos a ouvir sobre nossa baianidade e sobretudo ao nordestino. O nativismo de nosso povo impulsionou a linha narrativa do espetáculo. O nordestino conhece, valoriza e consome sua cultura e através de personagens comuns, fomos tecendo o enredo de “Baianidade Baiana”,  que tem a proposta de ser conduzido por dois personagens tipicamente baianos e através deles, contar brincando a nossa saga e colaborar para a mudança de percepção de quem acredita que baiano só é homem até meio dia…

Serviço:

 

“Baianidade Baiana”

Sextas e sábados

Horário:20h

Ingressos: Inteira R$ 30 estudante R$ 15

Teatro do ICBA em Salvador.

Informações: (71) 9248 – 5424

Contatos com a produção:

(21) 8664-1244 ou 8018 – 2188

produtosdeteatro@yahoo.com.br