Espetáculo com temática LGBT concorre ao Prêmio Braskem de Teatro

Notícias
21 de dezembro de 2016
por Genilson Coutinho

‘O Cordel de Maria Cin-Drag-Rela’ (Foto: Divulgação)

O espetáculo “Rebola”, um manifesto em prol dos direitos LGBT, que estreou dentro do projeto Beco Ocupado, e que ganhou a cidade e conquistou a comunidade LGBT de Salvador por onde passou, é um dos indicados na  24ª Edição do Prêmio Braskem de Teatro. Os vencedores serão  conhecidos durante cerimônia de premiação, realizada na sala principal do Teatro Castro Alves,  em abril de 2017. Com quatro  indicações nas categorias: Espetáculo Adulto, Direção – Thiago Romero, Ator- Sulivâ Bispo e Texto – Daniel Arcades, promete movimentar a cidade até a noite da premiação .

Quem também está celebrando é a turma do  espetáculo ‘O Cordel de Maria Cin-Drag-Rela’  na categoria infantil, que esteou no mês de novembro e lotou todas as apresentações da temporada .

Quem não assistiu, é só ficar de olho aqui, pois eles voltarão em temporadas especiais, programadas pela organização do prêmio .

Sobre o Rebola:

Na história, uma trupe de artistas luta para manter aberto o “espaço Xampoo”. A ideia do Xampoo, espaço de ocupação oficial do Teatro da Queda e da Kalik Produções, é que seja um lugar que possa realçar o brilho do Beco dos Artistas, limpar os fios do tempo em que um espaço tão glamoroso ficou sem cuidado, além de provocar outras mentes para se juntar à ideia.

Em cena, integrantes do Teatro da Queda atuam ao lado de jovens atores selecionados através da oficina Elementos da Arte Drag e Teatral, realizada pelo projeto em março e abril, e ainda, tem a participação especial do ator Hamilton Lima, um veterano do Beco dos Artistas. O espetáculo é dirigido por Thiago Romero, com texto de Daniel Arcades e direção musical de Jarbas Bittencourt.

Sobre o : ‘O Cordel de Maria Cin-Drag-Rela’

O espetáculo é uma releitura de Cinderela, famoso conto infantil, e tem o seu desenrolar de maneira leve, divertida, contando, inclusive, com números musicais. Um dos principais papeis da peça é fazer críticas agridoces à temática citada anteriormente.

A protagonista, Maria Cindragrela, reside no interior do Nordeste com sua madrasta Germana e suas duas filhas Anastácia e Griselda. A solidão de Maria, ocasionada por conta da morte de seu pai, é atenuada por três amigos inseparáveis: o calango Tião, a galinha Januária e a cabrita Açucena, responsáveis por ouvir os desabafos e sonhos latentes na cabeça de Maria.

A monotonia da vida de Maria chega ao fim quando o Coronelzinho, filho do Coronel Moura, retorna à cidade após um longo período se aventurando.

Por ordem de seu pai, e a seu contragosto, o Coronelzinho é obrigado a procurar uma noiva pelas redondezas para que dê netos ao seu pai. Maria, por si só, não consegue conciliar os seus afazeres domésticos com a preparação pessoal para ir ao jantar ofertado pelo Coronel, e é a partir daí que a Drag Madrinha entra em cena.

O espetáculo é dirigido por Marconi Arap, foi escrito por Lando Augusto e tem conta com os atores Diogo Watanabe, Karol Senna, Lando Augusto, Larissa Raton, Luis Santana, Michael Cardoso, Milla Borba, Rafael Pedral, Victor Corujeira e Vinícius Pimentel.

Veja os indicados:

ESPETÁCULO ADULTO

DARK TIME (ou a Santa Joana Vive nos Matadouros)

LAUDAMUCO – Senhor de Nenhures

MÁGICO MAR

MALVA ROSA

REBOLA

ESPETÁCULO INFANTOJUVENIL

AVESSO

INVENTA DESINVENTA

O CORDEL DE MARIA CIN-DERG-ELA

PINDORAMA

DIREÇÃO

JOÃO SANCHES, por EGOPTRIP

MARCIO MEIRELLES, por ROMEU & JULIETA

PAULO CUNHO, por DARK TIME (ou a Santa Joana Vive nos Matadouros)

RINO DE CARVALHO, por MÁGICO MAR

THIAGO ROMERO, por REBOLA

ATOR

DANILO CAIRO, pela atuação em A PROLE DOS SATURNOS, LAUDAMUCO – Senhor de Nenhures e NARCISSUS

IGOR EPIFÂNIO, pela atuação em EGOTRIP

JOÃO GUISANDE, pela atuação em LAUDAMUCO – Senhor de Nenhures e MALVA ROSA

SULIVÃ BISPO, pela atuação em KAIALA, REBOLA e ROMEU & JULIETA

WANDERLEY MEIRA, pela atuação em DARK TIME (ou a Santa Joana Vive nos Matadouros)

ATRIZ

ALETHEA NOVAES, pela atuação em MAS NÃO ANDE NUA POR AÍ EM PELO

CLAUDIA DI MOURA, pela atuação em O GALO

EDDY VERÍSSIMO, pela atuação em SOBEJO

SIMONE DE ARAUJO, pela atuação em MÁGICO MAR

UERLA CARDOSO, pela atuação em SOBRE A PELE

TEXTO

DANIEL ARCADES, por REBOLA

FERNANDO SANTANA, por SOBRE A PELE

GILDON OLIVEIRA, por AVESSO

JOÃO SANCHES, por EGOTRIP

JOYCE AGLAE, por MÁGICO MAR

REVELAÇÃO

ALISSON DE SÁ, pela direção de MALVA ROSA

FERNANDA BELTRÃO, pela atuação de LAUDAMUCO – Senhor de Nenhures

FERNANDO SANTANA, pela direção de SOBRE A PELE

MARCOS LOBO, pela direção de MAÇÃ

RIDSON REIS, pela direção O CONTAINER