AIDS: Chances de transmissão são menores para quem segue tratamento, mas a camisinha é necessária

Sem categoria
27 de julho de 2011
por Genilson Coutinho

Portadores de HIV que seguem à risca o tratamento têm 96 por cento de chance a menos de transmitir o vírus. Mesmo assim, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde alerta para a necessidade do uso da camisinha. Essa pesquisa – financiada pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos – analisou cerca de mil e oitocentos casais sorodiscordantes – isto é, aqueles em que apenas um dos parceiros é soropositivo.  A metade dos participantes recebeu uma combinação de medicamentos e a outra parte não. Ao todo, houve 28 transmissões do vírus: 27 ocorreram no grupo que não recebia medicação.  A pesquisa teve a participação do Serviço de Infectologia do Hospital Conceição, do Rio Grande do Sul, que avaliou 90 casais brasileiros. De acordo com o chefe do departamento, Breno Riegel Santos, isso prova que o tratamento também é uma forma de prevenção da doença.

Breno Riegel Santos, chefe do Serviço de Infectologia do Hospital Conceição

“A grande novidade e isso que muda o paradigma, é que o tratamento é mais uma das armas da prevenção da transmissão. Então não só a camisinha, o gel espermicida, o tratamento também é um dos fatores de prevenção.”

O chefe do Serviço de Infectologia do Hospital Conceição, Breno Riegel Santos, reforça a importância do tratamento.

Breno Riegel Santos, chefe do Serviço de Infectologia do Hospital Conceição

“Ninguém mais poderia morrer de Aids, porque nós temos no Brasil remédio, médicos e exames de graça. Só morre de Aids, hoje em dia, quem não quer se tratar ou quem soube da doença tão tarde que não tem mais volta. Porque quem sabe da infecção antes de ficar doente, não morre mais. Precisa de uma aderência religiosa ao tratamento. Tem que tomar o  remédio.”

O Brasil produz 10 dos 20 medicamentos do coquetel que é distribuído aos pacientes do SUS. Atualmente, são atendidos 210 mil brasileiros portadores de HIV na rede pública de saúde.

Reportagem, Alexandre Souza

Fonte: Ministerio da Saúde