Especial Dia dos Namorados, a história de dois casais soteropolitanos

Notícias
12 de junho de 2017
por Genilson Coutinho
WhatsApp Image 2017-06-09 at 10.35.35

Luan I Islan / Foto Arquivo Pessoal

As comemorações do dia dos namorados estão chegando e para marcar essa data o Dois Terços resolveu contar duas histórias de amor, os casais eleitos foram Vinicius e Denny, Luan e Islan ambos moradores do Nordeste de Amaralina que abriram seus corações para nos contar suas histórias, do primeiro encontro às idas e voltas. Essas histórias irão nos mostrar que todo casal enfrenta dificuldades, entretanto, o amor e a cumplicidade alimentam a relação desses casais.

Luan & Islan

Tudo começou numa suposta amizade, Islan ainda namorava um amigo meu na época, mas até então nunca tivemos maldade, conversamos durante muito tempo e até que surgiu o assunto “ficar”. Em 2013, numa calourada tivemos um lance, nada sério, ele pediu para ficar comigo, tivemos nosso primeiro beijo e a partir daí me despertou um grande interesse de seguir na relação. Ele terminou o namoro dele o que facilitou o nosso envolvimento, entretanto, as coisas nunca saem como planejamos, após um tempo o ex-namorado voltou a procurá-lo e o Islan aceitou retomar a relação anterior. Foi uma fase bem difícil, mas aceitei a decisão do Islan e optei por seguir em frente. Já em 2015 voltamos a nos encontrar dessa vez na Parada Gay de Salvador, ele voltou a pedir para ficarmos juntos, estava disposto a dizer um não, mas ainda existia um sentimento dentro de mim e acabamos ficando.

Logo no dia seguinte ele pediu em namoro, começamos a namorar em setembro de 2015 e voltamos a terminar em fevereiro de 2016, foi uma época complicada e muito difícil de superar, vieram as intrigas, fofocas, inveja e muitas pessoas me falando mal a respeito do Islan. Decidimos manter uma amizade saudável, sem brigas e sem muito contato. Resumo da nossa história, agora em 29 de abril, tivemos uma conversa e fizemos as pazes, chegamos à conclusão de que não conseguimos viver longe um do outro. Estamos felizes e pretendemos seguir adiante sem olhar para trás, sem ligar para as opiniões alheias e entre idas e vindas estamos juntos. A nesses quase quatro anos de relação, a lição que fica é que quando é pra ser até quem está atrapalhando ajuda.

DSCF8981

Vinícius Assis e Denny Silva

“Vou contar uma história que aconteceu comigo, era meu aniversário e comuniquei isso a um grupo de WhatsApp que fazia parte, entre várias felicitações, uma das pessoas  brincou, “Que dia vou comer seu bolo”? Não acreditei que uma pessoa a qual não tinha intimidade brincaria comigo daquela forma.  Eu nem conhecia Vinícius, acreditava que ele era novo no grupo e para não ser arrogante, retribui a brincadeira somente com sorrisos. Logo me veio algo em mente e o chamei para conversar no privado. Conversamos bastante, e o que me chamou atenção, foi que em nenhum momento, falamos sobre sexo ou trocamos fotos.

Nossa conversa durou 8 dias, conversávamos 24 horas por dia, até que num dia chuvoso em Salvador, no dia 09/04 resolvemos nos encontrar. Pensei que seria somente uma conversa e pela primeira vez na minha vida, fiz sexo no primeiro encontro. Achávamos que só seria aquela noite, uma atração e já estamos há dois anos juntos, compartilhando amor, companheirismo e cumplicidade.

Reflexão : Pode ser onde for,você vai encontra seu amor”