Espaço para exposições artísticas no Aeroporto é inaugurado com obras de Elano Passos e Will Recarey

Arte e Exposições, No Circuito
18 de novembro de 2019
por Genilson Coutinho

Além de souvenirs e boas memórias, os passageiros que deixam Salvador através do aeroporto vão levar consigo um pouco do olhar dos seus artistas. Isso porque o Salvador Bahia Airport acaba de inaugurar um espaço com 15 molduras para abrigar obras de origem baiana ou que remetam a temas relativos ao estado. O artista plástico Elano Passos e o fotógrafo Will Recarey inauguraram o espaço com a exposição “Salvador – Traços e Olhares”.

 Localizado na área de embarque, o espaço é um painel que remete ao Skyline (horizonte formado pelo contorno dos edifícios de uma cidade) de Salvador com molduras recortadas em sua estrutura. Ao remeter às referências locais, a iniciativa traduz o conceito de “Sense of Place” ou “Senso de Regionalidade”, presentes nos 46 aeroportos da rede VINCI Airports, em que os terminais deixam de ser um lugar impessoal para abraçar a identidade de onde se encontram.

 “Esta área de exposição é mais uma das nossas ações para proporcionar aos nossos passageiros uma experiência de viagem agradável. Queremos que o aeroporto seja um ambiente vivo, que vá além de um lugar de passagem. Aqui é um espaço de construção de boas memórias e realização de sonhos. Além disso, esta é uma forma de valorizar os artistas locais, tão cheios de talento e criatividade”, explicou Daniela Franco, gerente de comunicação do Salvador Bahia Airport.

A exposição

A mostra “Salvador – Traços e Olhares” leva o espectador a passear pelos traços de nanquim de Elano Passos e pelas fotografias de Will Recarey. A escolha de retratar a capital da Bahia foi pensada para harmonizar a exposição com o painel em formato de Skyline. “Porque ele retrata alguns pontos turísticos da cidade, como o Farol da Barra, o Elevador Lacerda e a Igreja do Bonfim, decidimos que faríamos algo conectado a esse mesmo estilo”, revela o fotógrafo Will Recarey.

Os trabalhos dos dois artistas se complementam na exposição e a mesma cena é retratada sob duas perspectivas diferentes, sempre trazendo ao espectador imagens típicas da capital baiana. “As duas leituras estão sempre dialogando entre si”, explica o artista plástico Elano Passos.

De acordo com Elano, a ideia da mostra “Salvador – Traços e Olhares” surgiu a partir da sua própria participação na exposição “Arte no Ar”, que reuniu cerca de 30 obras em tapumes usados nas obras de renovação e ampliação do Aeroporto. “Essa exposição contribuiu para que possamos espalhar a arte por outros espaços do Terminal”, conta o artista, que passou a enxergar outras possibilidades para o terminal de passageiros.

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.