Encontro Brasileiro de Gays acontece em Natal

Sem categoria
16 de agosto de 2011
por Genilson Coutinho

Luiz Mott presença confirmada no evento

Ativistas Gays de todo o país iniciaram hoje o na cidade de Natal (RN) o I Encontro Nacional da Articulação Brasileira de Gays, com o tema “País Rico é País com Gay Incluído”. O evento acontece no Hotel Holliday Inn e vai até o dia 17. Na mesa de abertura estiveram representantes dos Ministérios da Saúde, do Trabalho e da Educação, o decano do movimento homossexual professor Luiz Mott, o presidente do Fórum LGBT Potiguar e coordenação estadual de DST/Aids do Rio Grande do Norte.
De acordo com Kátia Souto que representava o Ministério da Saúde o encontro vai fortalecer a cidadania de gays de todo o país. “Encontro como esses ajudam a fortalecer e garantir a cidadania dessa parcela da população que sofre com preconceitos e discriminações”, afirma.
Com críticas acirradas ao governo da presidente Dilma Rouseff, o professor Luiz Mott lamentou que a suspensão do kit-antihomofobia.  “Enquanto a presidente não liberar o kit, não podemos considerá-la uma aliada”, disparou. Ele também fala que o Brasil vive forte momento de violência e discriminação a gays. “Nunca antes no Brasil os homossexuais viveram com tanta homofobia”, criticou.
O diretor-adjunto do Departamento Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde, Eduardo Barbosa, diz que as ações integradas devem ser desenvolvidas por todos e não somente pelo Ministério da Saúde. “As políticas de DST/Aids não podem ser as únicas a apoiar a luta contra a homofobia no Brasil”, fala.
Gays assassinados são lembrados
Para lembrar os homossexuais assassinados no Brasil, cerca de 80 ativistas fizeram um minuto de silêncio. De acordo com o Grupo Gay da Bahia somente em 2011 foram assassinados 143 gays em todo o Brasil.
Índio representado na Artgay
O I Encontro Nacional da Articulação Brasileira de Gays tem a participação de vários grupos étnicos dentre eles os índioas
De acordo com Barroso Werehabu da tribo dos Karajás, aldeiados em Santa Terezinha (MT) conta que em sua aldeia é tratado de forma harmoniosa e sem discriminações, mas que quando ele chega a Cuiabá, sente na pele os danos causados pela discriminação. “Na minha aldeia sou respeitado, sinto a discriminação quando chego na capital”, lamenta.

Encontro Nacional da Articulação Brasileira de Gays
Fabrício Nunes – Assessoria de Imprensa – 92 8194-0313 – prodfabricionunes@gmail.com
Paulo Rennan – Coordenador do Evento – 84 8756-1201
Hotel Holliday Inn – 84 3311-0000