Edital vai incentivar mulheres a buscar soluções para superar a Covid-19

Serviços
1 de junho de 2020
por Genilson Coutinho

A Prefeitura vai lançar em meio virtual, nesta terça-feira (2), às 16h30, o 2º Desafio de Impacto Salvador Resiliente – Mulheres e Tecnologia. O objetivo é selecionar soluções inovadoras, criadas ou gerenciadas por mulheres, que possam ajudar a população a superar os efeitos atuais e futuros da Covid-19.

As inscrições para participar do evento podem ser feitas por meio do endereço eletrônico https:// linktr.ee/ salvadorresiliente . O painel inicial terá a participação do diretor do programa Cidades Resilientes, Eugene Zapata; da diretora da Fundación Avina no Brasil, Glaucia Barros e do titular da Secis, João Resch Leal.

O 2º Desafio Impacto Resiliente é fruto de uma parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis); a Global Resilient Cities, estratégia desenvolvida pela Fundação Rockfeller; a Fundación Avina e o BID Lab. A ação também conta com o apoio do Sebrae-BA e de algumas empresas e empreendedores de na área de Tecnologia no país.

Incentivo – Esse é o segundo edital lançado pela administração municipal com a Global Resilient Cities, a Fundación Avina e o BID Lab. Por meio dele, serão selecionadas dez startups geridas por mulheres. As participantes vão passar por formação e capacitação oferecidas pelo Sebrae-BA.

Após um período de três a seis meses de mentoria e aceleração, três dessas startups serão selecionadas para receber, cada uma delas, um aporte de 8 mil dólares não reembolsáveis do BidLab. O recurso vai possibilitar que esses negócios estejam em funcionamento em um prazo de um ano.

“Esse edital é um apoio, um início para fazermos projetos-pilotos que possam ser instalados no futuro. Para a economia resiliente, é muito importante dar apoio aos pequenos negócios, pois esses são os que geram o maior número de empregos e os que mais estão sofrendo nesse momento por conta do isolamento social”, afirma a diretora de Resiliência da Secis, Adriana Campelo.

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.