“É dever do Estado oferecer formação e qualificação para os transexuais e travestis de Salvador” diz o novo Superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos

Sem categoria
8 de março de 2013
por Genilson Coutinho


Tomou posse na manhã desta sexta-feira (8), o novo Superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos, da Secretaria da Justiça e Direitos Humanos, do governo do estado, o Sociólogo Ailton Ferreira .
Políticos, militantes dos movimentos Negros, LGBT’s, amigos, familiares e admiradores do trabalho do novo Superintendente lotaram as dependências do auditório para ouvir o primeiro pronunciamento dele no comando da pasta.
“Estar aqui é uma honra, pois tenho muitos amigos e companheiros de luta e sei que nessa casa irei trabalhar muito em prol das minorias. Podemos até não ter o dinheiro para resolvermos os problemas de imediato, mas se há vontade de fazer tudo acontece”. O meu compromisso é em prol das minorias dessa cidade e sei que nessa casa poderei fazer muito com o apoio do nosso Secretário, disse o Sociólogo.

E continuou, “Quero aproveitar para parabenizar os companheiros de luta LGBT que estão aqui e não esqueço jamais das transexuais e travestis que foram fundamentais no trabalho do Observatório da Descriminação, o qual conduzi na Secretaria da Reparação. Elas de forma voluntária nos procuraram para serem voluntaria e deram conta do recado e não nos exigiram nada, apenas queriam ser útil na causa. Isso são coisas que os jornais e blogs não dizem, porém quando é para descriminar, lá estão eles”.

Essa semana tive o desprazer de ver em um blog onde relacionava o curso de língua estrangeira, que será oferecido para os LGBT’s pensado na possibilidade de geração de novos empregos para comunidade com a chegada da copa, como um incentivo a prostituição dos travestis nesse período. Isso é uma falta de conhecimento e má fé. Não podemos deixar isso passar”, disse ele.
Ainda sobre os LBGT’s o Superintendente disse que vai lutar ainda mais para qualificação e inclusão dos cidadãos LGBT’s no mercado de trabalho e na formação profissional, e disparou: É dever do Estados oferecer formação e qualificação para os transexuais e travestis de Salvador.

Dentre os convidados e amigos presentes, estavam a vice prefeita Célia Sacramento, que não deixou de falar do seu amigo de bairro e companheiro de luta. “Fico muito honrada em saber que temos um grande homem na frente de uma importante missão, para fazer a diferença nas lutas sociais das minorias da nossa cidade”, disse a vice prefeita.
Para a militância presente, a vinda do Superintendente é muito importante, pois ele tem experiência e sensibilidade com a causa LGBT, abrindo dessa maneira novas possibilidades e diálogos nas esferas do governo.

Perfil
Sociólogo, especializado em Comunicação, Mobilização e Cidadania pela UFBA/UNEB/UNB, pós-graduando em Gestão em Direitos Humanos, pela UNEB, e também ativista dos movimentos sociais e negro, Ailton esteve à frente da Secretaria Municipal da Reparação – SEMUR de maio de 2009 até janeiro de 2013. Especializou-se em Políticas Públicas e Gestão Municipal pela UNEB, ao mesmo tempo em que participava ativamente das lutas contra as desigualdades sociais, e principalmente aquelas ligadas à causa da reparação para os negros.

Fotos: Genilson Coutinho/Dois Terços