Documento do Vaticano diz que Igreja deve ser mais tolerante com os gays

Comportamento, Social
27 de junho de 2014
por Genilson Coutinho

Nesta quinta-feira, dia 26, o Vaticano publicou um documento que pede mais tolerância aos gays e uma aceitação maior para a adoção de crianças por casais homossexuais. A publicação é constituída por respostas de um questionário de 39 questões feito a pedido do papa Francisco para diversas dioceses do mundo.

 A publicação diz que a Igreja precisa equilibrar as decisões de defender a união homoafetiva e “respeitar e não julgar a atitude das pessoas que vivem nesse tipo de união”.

 “Muitos dos entrevistados confirmam que, mesmo quando os ensinamentos da Igreja sobre o matrimônio e a família são conhecidos, muitos cristãos têm dificuldade em aceitá-lo na sua totalidade”, diz o texto.

 Em relação ao sexo, o documento diz que a maioria dos católicos considera que “a avaliação moral de métodos contraceptivos é geralmente entendida como uma intrusão na vida íntima do casal e uma restrição ao livre arbítrio”.

 ”Instrumentum Laboris” é o nome latino do texto e ressalta também a ampla distância entre a doutrina oficial da Igreja quanto as questões de moralidade sexual e sua compreensão pelos fiéis.

 Este documento, que tenta mostrar os desafios da Igreja nos dias atuais, deve servir de base para o sínodo (encontro dos bispos), que acontece em outubro deste ano e vai tratar de temas sobre o futuro do catolicismo no mundo.