DJ diz ter sido espancada em Ipanema por homofobia

Comportamento, Social
9 de julho de 2014
por Genilson Coutinho

carlaavila_semferimento

A DJ Carla Ávila diz ter sido agredida na última  sexta-feira (4), em Ipanema, Zona Sul do Rio, após o jogo entre Brasil e Colômbia. De acordo com informações da 14ª Delegacia de Polícia, no Leblon, a vítima prestou queixa na delegacia e foi encaminhada para exame de corpo de delito.

Carla Ávila conta que estava trabalhando em um evento durante o jogo do Brasil e, após a partida, passou por um bar na esquina das ruas Henrique Dumont e Visconde de Pirajá enquanto discutia com a namorada. Um homem se levantou e começou a xingá-las. Segundo Carla, o homem dizia que não gostava de homossexuais na “área” dele. A DJ diz que recebeu golpes no ouvido e na cabeça e teve o tímpano rompido, além de contusões na cabeça, nas mãos e no cotovelo. Enquanto o agressor batia, a namorada dela gritava pedindo socorro, mas ninguém ajudou as duas. Ainda segundo Carla, todos começaram a rir, assobiar, aplaudir e filmar o que acontecia. Enquanto a vítima se levantava, o homem pagou sua conta, entrou no carro e fugiu, de acordo com os relatos. “Se eu espirrar dói, tenho dores e hematomas pelo corpo inteiro. Eu também tive uma luxação e estou com os movimentos limitados”, disse Carla ao G1, nesta terça-feira (8). A vítima afirma que ainda está indignada com o que aconteceu e disse que quer encontrar o suspeito para que outras pessoas não sejam novas vítimas desse preconceito. “Ele é uma pessoa desequilibrada, talvez estivesse drogado. Precisamos achar esse homem para que não tenha outra vítima. Isso é muito perigoso, um absurdo”, disse. Imagens de câmeras Segundo a Polícia Civil, as imagens de câmeras de segurança do local onde aconteceu a agressão foram solicitadas. Policiais ainda realizam diligências em busca de informações e testemunhas para dar continuidade nas investigações. ( Do G1 )

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.