Dilma lança pacote contra violação de direitos humanos na internet

Comportamento, Social
8 de abril de 2015
por Genilson Coutinho

dilma
O governo federal lançou nesta terça-feira (7) o Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos na Internet. A iniciativa prevê, entre outras ações, a criação de uma ouvidoria de direitos humanos online: o site Humaniza Redes. O objetivo é ajudar a criar um ambiente virtual livre de discriminação e preconceito.
Firmado em parceria com entidades provedoras de aplicativos, o Humaniza Redes vaimapear e apurar denúncias virtuais, que serão encaminhadas à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, à Ouvidoria da Igualdade Racial e à Ouvidoria da Mulher, dependendo de cada caso, e com especial atenção à proteção de crianças e adolescentes.
Durante a cerimônia de lançamento do pacote, Dilma afirmou que “as redes sociais têm sido placo de manifestações de caráter ofensivo, preconceituoso, discriminatório e de intolerância”. A presidente completou dizendo que, nas redes, “escondidas no anonimato, algumas pessoas se sentem à vontade para expressar todo tipo de agressão e mentiras”.

Ações

O pacote de ações lançado nesta terça prevê três “eixos” para as medidas que serão adotadas no combate à violação de direitos humanos na internet, como a pornografia infantil, discriminação, homofobia, racismo e preconceito contra a mulher.

Entre as ações, estão o lançamento de um portal por meio do qual será possível denunciar violações de direitos na web; divulgação de dicas de segurança para os usuários da rede mundial de computadores; e parcerias com empresas para fazer com que o ambiente virtual seja “livre de violações”.

Segundo o governo, 85,9 milhões de brasileiros têm acesso à internet, o que faz com que o país ocupe o terceiro lugar no ranking mundial de acesso à rede. “Se cada usuário fizer sua parte, a internet se tornará um lugar ainda melhor, e é o que queremos” diz a propaganda institucional do governo.

Da Agência Brasil