Diga Aí, Povo do Pelô!

Sem categoria
29 de setembro de 2011
por Genilson Coutinho

Nos dias 05 e 19 de outubro, às 10h, dois grupos artísticos do Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA) apresentarão os seus espetáculos, no Pelourinho. As montagens Quem somos nós? e Quem me ensinou a nadar?, dos grupos teatrais Pessoa Comum e Iyá de Erê, respectivamente, serão exibidas no Largo Pedro Archanjo e terão entrada franca. Após as apresentações, o público poderá participar de debates sobre os temas abordados nas peças, tais como a constituição da cidade do Salvador, com foco no Pelourinho, o direito à moradia, identidade cultural, políticas culturais e proteção ao direito da criança e do adolescente. Essa iniciativa faz parte do Projeto Diga Aí, Povo do Pelô, que traz ações de formação para o exercício da cidadania ao longo do ano de 2011.

O espetáculo Quem somos nós? sobe no palco no dia 05/10 (quarta-feira), às 10h. Dirigido por Alessandro Souza e Rose Silva, a montagem conta a trajetória da ocupação da cidade de Salvador e homenageia os negros, caboclos e ibéricos que habitam as terras brasileiras e suas contribuições para a construção das nossas identidades. Para Rose Silva, a apresentação do CRIA no Largo Pedro Archanjo, demonstra a preocupação da instituição com o seu próprio lar. “Nós queremos reforçar o valor desse jovem do Pelourinho. É importante apresentarmos o ponto de vista diferenciado dos nossos adolescentes nesse mundo globalizado”, conclui. Maria Lúcia Pereira, do Movimento de População de Rua de Salvador, e Maura Cristina, do Movimento de Sem Terra da Bahia, serão as colaboradoras do debate pós-espetáculo.

Já a peça Quem me ensinou a nadar? vai para a cena no dia 19/10 (quarta-feira), também às 10h, levando para aqueles que moram e convivem no Pelourinho a cena do Centro Histórico e as relações de suas diferentes personagens: a trajetória da colonização cultural negra, o tráfico de seres humanos, a vida de seus meninos de rua e de suas mulheres guerreiras. A diretora do espetáculo, Carla Lopes, diz que é indispensável apresentar no Centro Histórico um espetáculo que fala sobre o cotidiano da região. “Os meninos pesquisaram os moradores da área e fizeram uma série de entrevistas com eles”, conta. Os debates prometem despertar visões diferenciadas sobre as temáticas da montagem com presença de Iviane Galdino, da ONG Força Feminina, e Marlene Vaz, socióloga, pesquisadora e especialista no enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. “As pessoas acham que o Pelourinho é um lugar onde a vida comunitária não existe. É vital apresentarmos a casa da gente, devolver para os moradores aquilo que eles são”, explica Carla Lopes.

Situado no Pelourinho há 17 anos, o CRIA busca a beleza e o fortalecimento de crianças e adolescentes do Centro Histórico e outros bairros de Salvador. O Diga Aí, Povo do Pelô!,idealizado pela CRIA, visa contribuir com a inclusão social e cultural da comunidade local, formada por crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. O projeto integra o programa Tô no Pelô!, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Essa iniciativa tem o apoio institucional do Governo do Estado da Bahia, da Secretaria de Cultura, da Secretaria da Fazenda, do Fundo de Cultura da Bahia – FCBA e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC.

Sinopses:

 Quem somos nós?

O espetáculo conta a história da cons-trução da cidade de Salvador, pela ótica dos moradores dos bairros populares. Pessoas das mais origens diversas brigam por seu espaço em um terreno abandonado da cidade. Enfrentam a repressão policial e logo percebem que precisarão se unir para alcançar seus objetivos. À sombra de uma Juremeira, árvore sagrada do candomblé, crescem juntos e constroem a sua história.

Quem me ensinou a nadar?

O espetáculo se passa no Pelourinho, onde mulheres guerreiras fiam o destino de uma história que começou há muitos anos. Numa época em que os negros tornaram-se malungos (irmãos) no navio negreiro, e chegaram aqui para trabalhar na construção da cidade. A narrativa continua na luta do dia-a-dia, das mães que criam seus filhos com imensa dificuldade e na brincadeira de meninos e meninas que inventam mundos.

Diga Aí, Povo do Pelô!

Onde: Largo Pedro Archanjo, Pelourinho, Centro Histórico.

Quando: 05/10 (quarta-feira), espetáculo Quem somos nós?, às 10h e 19/10 (quarta-feira), espetáculo Quem me ensinou a nadar?, às 10h

Entrada Gratuita

Realização: CRIA

Patrocínio: Governo do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura, da Secretaria da

Fazenda, do Fundo de Cultura da Bahia – FCBA e do Instituto do Patrimônio Artístico e

Cultural da Bahia – IPAC.

Fotos: João Milet Meirelles