Desfile Gender Trouble, com performances do coletivo Cruéis Tentadores acontece no mês do Gayboa

Sem categoria
17 de setembro de 2012
por Genilson Coutinho

Idealizado pela estilista Carol Barreto – pesquisadora e professora do Bacharelado em Estudos de Gênero da UFBA – e sob a direção do ator e diretor artístico Marcelo Sousa Brito, o Desfile Gender Trouble é uma performance que trata de corpo, moda e sexualidade.
O título da apresentação remete ao livro homônimo da teórica Queer Judith Butler, com provocações para a desconstrução do gênero – mote para as peças da estilista que traz a travestilidade e a transexualidade em suas coleções.
Durante o evento, serão apresentadas fotografias assinadas por Rômulo Alessandro, que mostram a criação de Carol Barreto num corpo andrógino.
O espetáculo : Gender Trouble
O nome do espetáculo-vídeo-performance “Gender Trouble”, nome homônimo ao livro da teórica queer Judith Butler, a autora é americana e autora da teoria mais recente sobre gênero e sexualidade. Sob a direção de Marcelo Sousa Brito, criador do Coletivo Cruéis Tentadores e sob as lentes do video maker francês Jean Dauriac e do fotógrafo Rômulo Alessandro o vídeo conta com a participação de atores que, desfazendo o gênero interferem na paisagem urbana para provocar reflexões sobre o assunto. Segundo Marcelo: A idéia da performance foi deslocar o corpo dos modelos-performers e expor esses corpos ao julgamento das pessoas que vivem a cidade. Sair da vitrine e ganhar as ruas, o sonho de todo criador. E que tudo isso estará presente na performance dia 22 através de imagens projetadas, um contraponto entre o manequim na vitrine, o manequim na rua, na tela e no palco.
Ficha técnica:
Vídeo-performance “Gender Trouble”
Design de Moda e Make Up: Carol Barreto
Direção artística: Marcelo Sousa Brito
Em cena: Coletivo Cruéis Tentadores: Olga Lamas, Ia Santanche, Jorge Oliveira, Marcelo Sousa Brito, Nuriko Podestá
Vídeo Maker: Jean Dauriac
Fotógrafo: Romulo Alessandro
Hair: Hosana Bossan
Assistente de produção: Rose Mary, Sista Katia e Elisa Dantas
Os criadores:
Marcelo Sousa Brito, Ator diretor, criador do Coletivo Cruéis Tentadores. Doutorando em Artes Cênicas – UFBA onde pesquisa “As relações entre teatro e cidade”.
Jean Dauriac é criador de luz para encenadores consagrados na Europa. Principalmente Peter Brook com o qual contribuiu em vários espetáculos e tournês pelo mundo. Formado no “Institut Supérieur des Techniques du Spectacle d’Avignon” (Instituto Técnico do Espetáculo de Avignon) – Avignon, 2006. É responsável pela direção técnica e iluminação no Teatro Bouffes du Nord, em Paris, em diversos espetáculos, entre eles: « Passo doble » de Joseph Nadj & Miquel Barcelo, « Cet enfant » & « Je tremble » de Joêl Pommerat, « Andromaque » direção de Déclan Donellan, «Bérénice » & « Music-Hall » ms Lambert Wilson, « Fragments » direção Peter Brook, « Par cœur » direção Lukas Hemleb, « Fragile » Festival Jazz Nomade Paris 2001-2010. Jean Dauriac vive atualmente entre a França e o Brasil onde trabalha sobre diferentes projetos artísticos e de formação.
Carol Barreto: Designer de moda; Mestre em Desenho, Cultura e Interatividade – UEFS, onde realizou um estudo sobre “Redesenho do Corpo e Aparência das Travestis de Salvador” e Docente no Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade – NEIM/ UFBA.

Confira a performance do coletivo

Serviço:
Data: 22 de setembro de 2012
Horário: 17h
Ingressos: R20,00 (inteira)
Local: Teatro Gamboa Nova – Largo dos Aflitos – Centro