Deputado Federal David Miranda pede proteção após ameaças de morte

Notícias
25 de fevereiro de 2019
por Genilson Coutinho

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) informou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que está recebendo ameaças de morte, também direcionadas à família dele.

Miranda é homossexual assumido, ocupou por dois anos uma cadeira de vereador na Câmara Municipal do Rio, e assumiu a vaga na Câmara deixada pelo deputado Jean Wyllys, que abandonou o mandato após reiteradas ameaças de morte.

Miranda solicita que haja rapidez nas investigações sobre a origem da mensagens sobre ele que foram publicadas em um fórum na Internet. O texto delas afirma que ele seria um alvo mais fácil do que Jean Wyllys, uma vez que não conta com a escolta do Departamento de Polícia Legislativa que trabalhava para proteger o ex-parlamentar.

“É um absurdo um parlamentar eleito precisar fazer isso. Aparentemente, trata-se de um grupo com mentalidade semelhante ao que ameaçava o Jean. Eles chegam a citá-lo e dizem que é mais fácil me matar, já que não tenho escolta. A realidade é que somos assassinados todos os dias neste país”, diz o deputado ao jornal O Globo.

“Sou um LGBT, negro e favelado no poder. É condizente com o que temos visto que eu seja ameaçado. Muitos não aceitam um corpo político como o meu ocupando este espaço. Desde o primeiro turno da eleição passada, houve um aumento neste tipo de violência. Muitos de nós apanharam na rua ou foram expulsos de casa por expressarem posições políticas diferentes das famílias”, acrescenta o parlamentar.