Depois da Chuva: Premiado filme baiano é a atração de maio do projeto “Domingo no TCA”

Cinema, No Circuito
19 de maio de 2015
por Genilson Coutinho

depois

A edição de maio do projeto “Domingo no TCA” se transforma numa sessão de cinema e cria uma nova oportunidade para o público baiano conferir o premiado longa-metragem “Depois da Chuva” no próximo dia 31 de maio (domingo), às 11h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. O filme, que conta com direção dos baianos Cláudio Marques e Marília Hughes, é aclamado pela crítica como “o melhor filme da década até aqui, da nova geração de diretores brasileiros” (Sérgio Alpendre – Folha de São Paulo). A sessão integra também a programação de mais uma edição do Festival CINEFUTURO, realizado no TCA entre 26 e 31 de maio. Os ingressos, no valor de apenas R$ 1, como sempre, serão vendidos a partir das 9h, somente no dia da exibição, com acesso imediato do público ao teatro. Antes da exibição de “Depois da Chuva”, na abertura do evento, será exibido o curta “Cães”, com direção de Adler Paz e Moacyr Gramacho.

O longa baiano “Depois da Chuva” venceu o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Harlem International Film Festival, em Nova Iorque, e, no Festival de Brasília, conquistou as categorias Melhor Ator (Pedro Maia), Roteiro e Trilha Sonora. Produzido em 2013, o filme traz no elenco Pedro Maia, Sophia Corral, Talis Castro, Ricardo Pisani, Zeca Abreu e Aícha Marques, entre outros. O drama se passa no ano de 1984, quando a população brasileira foi às ruas no movimento das “Diretas Já” para a presidência da República. Caio (Pedro Maia) é um deles, um adolescente que vive seu despertar político e amoroso num período em que a sociedade está prestes a ver o fim da ditadura.

Segundo destaca o crítico Sérgio Alpendre (Folha de SP), o grande trunfo do casal Marques e Hughes (“Nego Fugido”, “Sala de Milagres”, da produtora Coisa de Cinema) é que eles “não se contentam em mostrar apenas o rito de passagem de Caio. Eles assumem o risco e procuram entender o contexto de esperanças e a abertura gradual do Brasil para um processo democrático”. O filme foi rodado em 2012, em diversos pontos emblemáticos de Salvador, como o Colégio Central, em Nazaré, e o Pelourinho, no Centro Histórico. O projeto DOMINGO NO TCA é uma iniciativa do Teatro Castro Alves, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Data: 31/05/2015
Horário: 11:00
Valor: R$ 1,00 e R$ 0,50 – vendas no dia, a partir das 9h, com acesso imediato do público ao teatro.