Notícias

Daniela Mercury recebeu nesta quarta-feira (30) homenagem da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo

Genilson Coutinho,
30/06/2021 | 21h06
Foto: Reprodução

A entrega da Láurea de Homenagem “LUANA BARBOSA” foi feita virtualmente pelo advogado Paulo Iotti à Daniela, por sua atuação na criminalização da LGBTfobia junto ao STF e pela defesa da Cidadania e Justiça para população LGBTQIA+ brasileira.

Emocionada, Daniela devolveu a homenagem à Luana Barbosa, mulher que virou símbolo de mobilização social após ser espancada por policiais militares, em uma abordagem no dia 08 de abril de 2016, em Ribeirão Preto (SP), e morrer 5 dias depois. Negra, lésbica, periférica e mãe, Luana teria se recusado a ser revistada por agentes do sexo masculino.

Durante o evento, Daniela falou da necessidade da Igualdade em todos os sentidos e de continuarem com a luta pelos direitos da população LGBTQIA+. Falou também sobre a ameaça constante que a democracia brasileira vem sofrendo, os ataques e censuras aos artistas, jornalistas, ativistas, ONGs, universidades públicas e a desumanização de todas as populações, LGBTQIA+, negra, quilombola, indígena e das mulheres, e citou uma antiga parábola, sobre a verdade e a mentira.
Na história, Verdade e a Mentira se despiram e começaram a tomar banho. De repente, a mentira sai da água e veste as roupas da Verdade e foge.
A Verdade, furiosa, sai do poço e corre para encontrar a Mentira e pegar suas roupas de volta. O mundo, vendo a verdade nua, desvia o olhar, com desprezo e raiva. A pobre Verdade volta ao poço e desaparece para sempre, escondendo-se nela, sua vergonha. Desde então, a Mentira viaja ao redor do mundo, vestida como a Verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, porque, em todo caso, o Mundo não nutre nenhum desejo de encontrar a Verdade nua.

Ela encerrou sua fala cantando Sonho Impossível, de Chico Buarque e Ruy Guerra.