CUS promove lançamento de livro sobre homens que usam sites para encontrar parceiros

Notícias
1 de maio de 2016
por Genilson Coutinho

Gilmario autor da obra

O grupo de pesquisa em Cultura e Sexualidade (CUS), da Universidade Federal da Bahia, promove, na próxima sexta (dia 6), às 17h, o lançamento do livro Caças e pegações online – subversões e reiterações de gêneros e sexualidades, do pesquisador Gilmaro Nogueira (foto).

O lançamento irá ocorrer no auditório do Pavilhão de Aulas Glauber Rocha (PAF3), campus de Ondina, juntamente com uma apresentação do livro e palestra sobre as potências dos estudos queer, a ser realizada por Leandro Colling. Além disso, ocorrerá um debate da plateia com Gilmaro Nogueira e uma apresentação artística da drag Aimée Lumière. A atividade faz parte da programação CUS no Maio da Diversidade mais informações  aqui  . O livro será vendido por R$ 45 (apenas em dinheiro).

O livro é o resultado de uma pesquisa de mestrado, orientada por Leandro Colling e realizada no Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura), sobre as interações afetivas e sexuais realizadas entre homens em sites de relacionamento. Gilmaro analisou 172 perfis existentes nesses sites, com o objetivo de discutir como essas pessoas compreendem às sexualidades e os gêneros, as práticas sexuais demandadas e as narrativas associadas a elas.

A análise apontou que um grande número de homens transgridem as normas sexuais e subvertem as regras sociais que estabelecem que eles devem desejar apenas pessoas do sexo oposto. “Isso, por si só, não é uma novidade. O que chamou atenção foi o grande número de sujeitos que demandam relações amorosas e/ou práticas sexuais anais e que se identificam como heterossexuais. A tarefa da pesquisa foi a de não apenas entender porque esses homens não se assumem homossexuais, mas também utilizar as suas narrativas para questionar a divisão heterossexual versus homossexual e apontar que essas práticas questionam/rasuram essa divisão”, explica Gilmaro.

Reprodução

No entanto, destaca ele, as narrativas desses homens demonstram que nem tudo é apenas subversão e, por isso, muitos discursos também reiteram as concepções de gênero que violentam os homens afeminados (bichas) e hierarquizam sujeitos. “Nogueira nos aponta transformações que estão ocorrendo não apenas entre as homossexualidades, mas fundamentalmente entre as heterossexualidades. Essa é uma grande colaboração do estudo. Ao invés de seguir a leva de estudos gays e lésbicos que focam as suas análises nas chamadas “minorias”, o autor mira e acerta em cheio nas heterossexualidades, que são diversas, ao contrário do que muitos pensam. E por ter tirado a heterossexualidade (friso aqui agora o uso no singular) de sua zona de conforto, Nogueira tem colecionado muitos elogios e também muitos insultos”, escreve Colling, no prefácio do livro.

Gilmaro Nogueira é psicólogo, especialista em Estudos Culturais e em Consumo e Consumidores de Álcool e outras Drogas, mestre no Programa Multidisciplinar Cultura e Sociedade. Membro do Grupo de Pesquisa CUS (Cultura e Sexualidade), colunista do Blog Cultura e Sexualidade – Ibahia e coordena um grupo de atendimento psicológico para pessoas LGBTs.