Serviços

Cuidados bucais na quarentena: o que é realmente necessário?

Genilson Coutinho,
02/07/2020 | 12h07

Todos já sabem que práticas simples de higiene como lavar as mãos com água e sabão e limpar as superfícies de objetos com álcool 70% são algumas das recomendações como prevenção contra o novo coronavírus. Porém, a preocupação com a higiene bucal está maior na quarentena, já que o vírus entra no organismo principalmente pela boca e pelo nariz. Segundo a empresa Listerine, por meio de um comunicado oficial, a procura pelos enxaguantes bucais e outros produtos de higiene tiveram aumento de procura neste período, o que ratifica esse aumento de cuidados. Para as dentistas e sócias da clínica Spazio Oral, Júlia Torres e Renata Barbosa, a procura por itens de higiene oral tem vários aspectos positivos.

Segundo a periodontista Renata Barbosa, os principais cuidados na higiene oral são o uso do fio dental e a escovação adequada. “Existem diversos artigos de higiene disponíveis no mercado que funcionam perfeitamente quando utilizados da forma correta. Elementos ativos do creme dental e do enxaguatório bucal ajudam na prevenção dos principais problemas bucais como mau hálito, gengivite e placa, além do tártaro, cáries e manchas nos dentes”. Renata ainda destaca que a máscara é um outro exemplo de item que reduz o risco de exposição ao vírus e que não pode ser deixada de lado em um momento como este.

Evite objetos compartilhados

Além da atenção redobrada com a higiene bucal, alguns cuidados pessoais são recomendados pelos dentistas a fim de prevenir ao máximo o contágio, a exemplo de lavar as mãos constantemente e sempre tomar banho ao chegar da rua. “É também muito importante realizar a troca das escovas de dentes ao menos a cada três meses ou quando as cerdas estiverem desorganizadas. Os casais devem manter as escovas separadas no banheiro, assim como a toalha de rosto que deve ser de uso individual”, indica a ortodontista Júlia Torres.

Prevenção para os pequenos

Já para quem tem crianças em casa, é fundamental atentar-se para a escovação dos pequenos, alerta Júlia Torres. “Durante a quarentena é mais comum que a alimentação sofra alterações e fique mais desregrada. É responsabilidade dos pais reforçar a importância da escovação adequada para evitar o aparecimento de outros problemas bucais, como a cárie e o tártaro”.

Vale lembrar que as recomendações para prevenção são: lavar as mãos com frequência, cobrir nariz e boca com máscara, evitar contato próximo com pessoas com sintomas da Covid-19, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos pessoais, evitar aglomerações e manter boas práticas de higiene pessoal e bucal.