Corpo de transexual encontrada morta é enterrado em SP

Notícias
15 de dezembro de 2018
por Genilson Coutinho

Gabriella Black tinha 19 anos — Foto: Reprodução/Facebook/Gabi Black

G1

Foi enterrado na manhã deste sábado (15), no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, Zona Norte de Sâo Paulo, o corpo da transexual Gabriella Black, de 19 anos, encontrada morta na quarta-feira (12) no terreno de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na Brasilândia. A Polícia Civil solicitou exames de perícia e investiga o caso.

Nas redes sociais, os amigos de Gabi prestaram homenagem à ela.

“É horrível saber que isso aconteceu no meu bairro, saber que existem pessoas assim, descanse em paz Gabi Blak Chega de homofobia, Que Deus abençoe a todos”, escreveu um amigo.

“Zona Norte está de luto, José Leite está de luto, estamos todos de luto, eternamente em nossos corações”, postou outro colega de Gabriella na E. E. Antonio José Leite, onde ela estudava.

“Obrigada por tudo, e pelo aprendizado, espero espalhar alegria acima de tudo um dia, igual a você, anjo da alegria”, postou uma amiga.

Um vigilante da UBS Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão, localizada na Rua Joaquina Maria dos Santos, encontrou o corpo caído no terreno e chamou a Guarda Civil Metropolitana. A morte da transexual foi constatada por uma enfermeira que trabalha no local.

O caso registrado no 72º DP (Vila Penteado) como homicídio. A vítima estava sem documentos.

 Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirma: “Foi instaurado inquérito policial pela Divisão de Homicídios do DHPP que investiga o caso. Perícia e exame necroscópico foram realizados e a Polícia Civil aguarda os laudos. Até o momento, a vítima não foi identificada”.