Conquista recebe II Conferência Territorial LGBT

Sem categoria
30 de setembro de 2011
por Genilson Coutinho

Continua até ás 19h desta sexta feira 30 a programação da II Conferência Territorial LGBT da região do Oeste Produtivo em vitória da Conquista iniciada na manhã da última quinta feira 29 com uma vasta programação . O Evento pretende reunir cerca de 24 municípios da  Região. A Conferência acontece no auditório da Escola Modelo Deputado Luiz Eduardo Magalhães na Avenida Olívia Flores, s/nº no bairro de candeias. A Conferencia vai debater sete temas relativos aos LGBT, são eles; Cidadania e Direitos Humanos; Trabalho, desenvolvimento social e promoção da igualdade; Segurança Pública; Legislação e Justiça; Educação; Saúde e Cultura e Comunicação. A sessão teve inicio com execução mecânica do Hino Municipal e recital de poesia.

As atividades de hoje da noite de hoje constaram do credenciamento e conferência magna. Já no dia 30 as atividades têm inicio às 9h com leitura e aprovação do regimento interno que deverá servir como documento base para os trabalhos do dia que consta de debates e escolha dos delegados indicados a participarem da Conferencia Estadual que acontece na capital baiana entre os dias21 a 23 de outubro próximo que define a participação do Estado da Bahia na Conferência nacional em Brasília, ainda este ano.

Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia e a travesti Keila Simpson vice-presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) foram os convidados da noite e ambos palestraram sobre os retrocessos e avanços do movimento na Bahia e Brasil. LGBT na Bahia e no Brasil. “A conquista da cidadania LGBT para especialmente por uma vontade política na criação de órgãos de defesa e promoção dos direitos” acredita Marcelo Cerqueira do GGB que vai falar sobre formas de incrementar ações de combate a homofobia na cidade e no Estado.

De acordo com o ativista gay na Bahia a cidade de Camaçari é a única que tem órgão instituído de combate a homofobia. A cidade em 2009 criou dentro da Secretaria de Assistência Social uma Gerencia voltada para essa categoria. Durante celebração de dez anos do Grupo Gay Local o secretário Carlos Espinheira anunciou para alegria dos participantes a criação de uma coordenadoria, órgão que na hierarquia é apenas inferior que uma Secretaria.

A Conferência LGBT é uma iniciativa do Governo Federal através do Programa Brasil sem Homofobia da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República já na sua II Edição. De acordo com o GGB o movimento LGBT tem feito duras críticas ao Programa e a condução do mesmo pela Ministra Maria do Rosário e presidente Dilma Rousseff “De nada adianta realizar conferencias em todo o Brasil se as ações dos Brasil sem Homofobia não saem do papel e não existe dotação financeira para sua viabilidade”, pontua Cerqueira denunciando a morosidade do Governo. Ainda de acordo com o ativista gay a proibição do Kit de combate a homofobia nas escolas vetado pela presidente e a sua determinação de que ações que verse sobre costumes deveriam passar pelo crivo da presidência, consulta popular e inclusive setores religiosos gerou um grande mal estar entre a população LGBT, aponta o militante.

Registraram presença o Secretario de Comunicação Municipal Penildon Silva, Adão Albuquerque e representantes da Defensoria Pública e Delegacia da Mulher. O prefeito municipal Guilherme Menezes enviou a secretária de Ação Social para Maria Menezes para lhe representar na mesa de abertura da Conferência. A frente dos trabalhos o Grupo Safo representado por Rosilene Santana e Danilo Bitencourt membro da comissão organizadora.

Por Marcelo Cerqueira

Presidente do GGB