Confira o resultados da seleção de editais do Fundo de Cultura

Sem categoria
20 de julho de 2012
por Genilson Coutinho

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) anuncia, conforme publicação no Diário Oficial desta sexta-feira (20 de julho), a convocação dos projetos selecionados por 13 dos editais setoriais lançados este ano através do Fundo de Cultura. A lista completa destes selecionados está disponível nos sites da Secretaria  (veja aqui) e de suas unidades vinculadas e os proponentes devem aguardar contato da Secretaria para apresentação de documentos e posterior assinatura do Termo de Apoio e Compromisso (TAC). Nos próximos dias serão divulgados os resultados dos editais de Audiovisual, Publicação de Livros por Editoras Baianas, Museus, Territórios Culturais e Demanda Espontânea, cujos processos de análise ainda estão em andamento, pela complexidade de sua seleção. No total, a SecultBA vai disponibilizar mais de R$ 18 milhões para serem investidos nestes projetos, selecionados de todo o estado. Ao todo, este ano, foram inscritas 2163 propostas no total de 17 editais setoriais mais a seleção pública Demanda Espontânea lançados em maio de 2012 pela SecultBA. Estes números representam um aumento de 38,7% em relação aos inscritos de 2011, quando foram encaminhados à Secretaria de Cultura 838 projetos artísticos e culturais. A Secretaria comemora este aumento do número de inscritos, um reflexo da política de democratização do acesso aos recursos públicos, que este ano contou com o reforço de oficinas de elaboração de projetos ministradas em mais de 100 municípios pelos representantes territoriais de cultura, coordenadores de macro territórios da Secretaria e consultores contratados através do projeto Qualicultura. Ao mesmo tempo, celebra também o sucesso no processo de seleção deste ano, com a antecipação da divulgação do resultado destes 15 editais em mais de 20 dias do prazo inicialmente programado, graças aos esforços e investimentos realizados desde o ano passado na melhoria da gestão dos instrumentos de fomento e na simplificação dos processos de seleção e análise de projetos pela Secretaria. Para o secretário da pasta, Albino Rubim, o resultado destes editais demonstra um aumento expressivo da demanda de apoio a projetos da sociedade. “Isto comprova o sucesso da política de democratização aos recursos públicos da cultura, a eficácia na comunicação da abertura das inscrições deste ano e, principalmente, a receptividade da classe cultural em relação às mudanças que realizamos, ampliando as áreas atendidas e transformando os editais temáticos em editais setoriais”, afirma o secretário de Cultura. Com este novo formato de edital setorial, o Fundo de Cultura ampliou suas possibilidades de incentivo, considerando a demanda apresentada pelos próprios artistas e profissionais inscritos, avançando no sentido de desobrigar determinações das fases produtivas apoiadas, como era feito entre os anos de 2007 e 2010. Desta forma, os resultados buscaram refletir o panorama das inscrições, com proporcionalidade em relação aos números existentes de projetos da capital e do interior e da natureza das propostas. Para Albino Rubim, o número de projetos inscritos e a qualidade das propostas apresentadas atestam ainda a necessidade de ampliação dos recursos do Fundo de Cultura. “É preciso ampliar os recursos destinados à Cultura em nosso estado. Principalmente agora, que conseguimos avançar na construção de um planejamento que vai permitir uma maior organização da cultura em nosso Estado, com os editais setoriais acontecendo todos os anos”, afirma.