Conexão Vivo Movida em salvador

Sem categoria
14 de junho de 2012
por Genilson Coutinho

Depois de movimentar a cena musical de Salvador, do interior da Bahia e de outros oito estados brasileiros com projetos de fomento da cena musical, o “Conexão Vivo” traz em junho para a capital baiana o “Conexão Vivo Movida”, uma mostra itinerante que oferece visão privilegiada do diálogo entre música e audiovisual.

Salvador sedia entre 14 e 17 de junho a quarta etapa desta primeira edição do evento, que já passou por Goiânia, Belo Horizonte e João Pessoa em 2012. O projeto reúne 57 vídeos produzidos nos últimos três anos por brasileiros de todas as regiões do país e pode ser conferido gratuitamente na Sala de Arte da UFBA (Universidade Federal da Bahia), de 15 a 17 de junho – a abertura será na Sala Vivo, no dia 14, com um apanhado dos videoclipes patrocinados pelo braço audiovisual do “Conexão Vivo”.

Os vídeos do “Conexão Vivo Movida” foram escolhidos por meio de edital, que ficou aberto para inscrições por um período de 30 dias, no segundo semestre de 2011. A seleção dos videoclipes e documentários foi feita por uma curadoria formada pelos realizadores Leandro HBL, Conrado Almada e Eduardo de Jesus. Agora, as 58 obras escolhidas disputam R$ 35 mil em prêmios.

O conjunto de vídeos enviados para a seleção do projeto reflete uma marca peculiar da produção brasileira atual, segundo os curadores: “Imagens produzidas por diversos tipos e formatos de câmeras, que circulam pelas mais variadas plataformas e telas, inseridas nas mais diversas formas de circulação de imagens, em novos e inusitados circuitos”, ressalta Eduardo de Jesus em nome da comissão de avaliação.

Nos dias 15 e 16 de maio, o “Conexão Vivo Movida” promove duas mesas-redondas antes das sessões de vídeos. Na sexta-feira, às 16h, o debate “Clipe é para TV ou Internet? – Os Novos Circuitos do Videoclipe” recebe Vince de Mira, Danillo Barata e Bau Carvalho como debatedores.

 

A proposta é discutir o videoclipe, formato nascido das entranhas da televisão, mas que, pela sua dinâmica ligada à cultura pop, ao consumo simbólico e ao universo jovem, assume novas possibilidades criativas na web. A questão essencial é: neste momento de transição, será que o videoclipe na internet vai simplesmente ocupar um espaço de difusão ou irá absorver a linguagem multimídia e renovar sua aparência?

 

No sábado, também às 16h, o debate “Clipe ou Cut and Paste – Referências e Recorrências da Criação de Clipes”, reflete sobre a prática do “copiar e colar” na criação de videoclipes. A mesa, composta por Vince de Mira e Danillo Barata, pretende discutir, no ambiente do videoclipe e da cultura pop, onde está a originilidade, se é que ainda se pode falar nisso.

 

O “Conexão Vivo Movida” representa a ampliação e o fortalecimento dos laços do “Conexão Vivo” com o setor audiovisual, eixo do programa que compreende também o “Conexão Vivo Animações”, voltado para a produção de videoclipes em animação. Idealizado pela Cria Cultura, o projeto tem gestão e produção a cargo da Cria! Cultura e da Bangalô Produções.
Luciana Salles, da Bangalô Produções, ressalta os vínculos do “Conexão Vivo Movida” com as diretrizes da plataforma “Conexão Vivo”. “Em um programa de fomento que envolve toda cadeia da música, percebemos que o braço do audiovisual não estava devidamente abrigado, então, estamos suprindo a lacuna de uma demanda que fica dentro do universo online”.

Salvador

Nos dias da mostra na capital baiana, um júri especializado participará da votação, além do público que participar das sessões, que poderá manifestar sua preferência colocando o voto em uma urna disponibilizada no local. Os vídeos selecionados também estarão disponíveis para eleição na internet.

A votação do público presencial premiará cinco videoclipes e cinco documentários com R$ 2 mil, como já aconteceu em cada cidade onde o “Conexão Vivo Movida” foi realizado. A Comissão Julgadora, formada por 15 jurados (três representantes regionais de cada uma das cinco capitais), concederá um prêmio para videoclipe e um para documentário, cada um no valor de R$ 5 mil. O internauta também poderá premiar um videoclipe, sendo que o mais votado no portal “Conexão Vivo” receberá R$ 5 mil.

Os vídeos escolhidos para integrar a mostra itinerante privilegiam a diversidade das cenas do Brasil, captada por artistas de todas as regiões em instigantes criações. Os nove documentários selecionados são originários de cinco estados do país: São Paulo (dois), Rio Grande do Sul (três), Rio de Janeiro (três) e Minas Gerais (três).

A mostra de videoclipes também reflete a verve criativa do formato, marcada por experimentações, rearticulações, apropriações e resgates. Os vídeos formam um conjunto heterogêneo e singular de diversos gêneros musicais e abordagens audiovisuais, abarcando desde a experimentação formal até referências diretas do cinema, da animação ou mesmo do registro da performance.

“O que podemos perceber em alguns dos trabalhos são soluções simples que geram resultados ousados e criativos, propondo novas relações entre som e imagem. O conjunto de 49 videoclipes é sintomático da diversidade, amplitude e criatividade da cena musical e audiovisual brasileira”, ressalta o curador Eduardo de Jesus.

O júri do edital

A comissão julgadora que escolheu os vídeos é formada por um time de especialistas com vasta experiência na área.

HBL é formado em Comunicação e Artes, estudou direção de fotografia na Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba, em San Antonio de Los Baños, e é também diretor de cinema e comunicador audiovisual.

Conrado Almada é diretor audiovisual e artista plástico, com formação em Comunicação Social. Participou de inúmeros festivais nacionais e internacionais de cinema e vídeo e foi premiado em vários deles, incluindo dois VMBs pela MTV.

Eduardo de Jesus é Mestre em Comunicação e Doutor em Artes. Professor do programa de pós-graduação da Faculdade de Comunicação e Artes da PUC Minas, trabalha como coordenador e curador de diversos projetos, como Circuito Mineiro de Audiovisual e Imagem-pensamento.

Conexão Vivo

O Conexão Vivo é uma das mais transformadoras iniciativas de desenvolvimento cultural do país. Vem incentivando e facilitando o acesso a conteúdos culturais e aumentando a oferta de possibilidades para artistas brasileiros com propostas musicais inovadoras. Criado há 12 anos, a partir de Belo Horizonte, o programa é constituído por uma rede nacional de projetos incentivados e reafirma o posicionamento da Vivo de que conectados os indivíduos podem mais.

Construída e pensada coletivamente desde 2001, a plataforma Conexão Vivo encontra-se em fase de expansão nacional e busca alianças estratégicas com iniciativas relevantes e estruturantes para o setor (sejam elas públicas ou privadas, individuais ou coletivas), capazes de compor, aperfeiçoar e multiplicar formas justas e solidárias de relacionamento no setor musical.

SERVIÇO
CONEXÃO VIVO MOVIDA BA

ABERTURA
CINE VIVO (Shopping Paseo Itaigara)
14 de junho, 20h30
Coquetel para convidados e exibição de um conjunto de clipes patrocinados pelo Conexão Vivo, fora da mostra competitiva.

MOSTRA COMPETITIVA
CINEMA DA UFBA
15 a 17 de junho, com sessões às 16h, 17h, 19h e 21h (à exceção do domingo)
Exibição de 48 videoclipes e nove documentários musicais que concorrem a R$ 35 mil em prêmios.
Entrada franca

Mais informações aqui