Notícias

Comunicado: Lançamento do Anuário do Observatório da LGBTfobia no Futebol – Dados de 2022

Genilson Coutinho,
06/10/2023 | 13h10
/ Photo News via Getty Images

O Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ+ tem o prazer de anunciar que em breve será lançado o Anuário do Observatório da LGBTfobia no Futebol, que apresenta os dados relativos ao cenário do futebol no ano de 2022.
O Observatório da LGBTfobia no Futebol, uma iniciativa do Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ+, desempenha um papel fundamental no monitoramento de incidentes de violência no ambiente esportivo, tanto dentro quanto fora dos campos. Além disso, estamos empenhados em promover ações de colaboração com as partes interessadas do mundo do futebol, com o objetivo de combater a violência e promover a inclusão da comunidade LGBTQ+ nesse espaço.
Nesta edição do Anuário, você encontrará uma riqueza de informações sobre a comunidade LGBTQ+ no futebol brasileiro, incluindo:
• Ocorrências de LGBTfobia envolvendo agentes do Futebol Brasileiro em 2022
• Atualizações de legislações e procedimentos esportivos
• Um levantamento abrangente das Torcidas LGBTQ+ em atividade no Brasil
• Pronunciamentos dos clubes em datas comemorativas da comunidade em 2022 (17 de Maio, Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, e 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTQ+)
• Abordagem sobre saúde mental e os impactos da LGBTfobia no Futebol
• Discussão sobre a masculinidade tóxica
• Histórico de jogadores
• Histórico de árbitros
• Presença de LGBTQ+ em instancias de direção no futebol
• “Pequenas vitórias em um espaço” – Artigo de Marcelo Carvalho do Observatório de Discriminação Racial no Futebol
• Análise do papel da imprensa sobre a temática LGBTQ+ no futebol
• A CBF – Seminário e Grupo de Trabalho
• STJD, TJDs e casos de LGBTfobia
• Torcidas Organizadas – Uma contribuição da Anatorg
• Copa do Mundo no Catar – Guia LGBTQ+ e Relatório de acontecimentos durante o torneio
• Número 24 na Copinha em SP
• Boas práticas
É importante destacar que a edição de 2022 do Anuário revela um aumento alarmante de 76% nos casos de LGBTfobia em comparação com o ano anterior. “O aumento de 76% nos casos de LGBTfobia em 2022 é um resultado alarmante e que demonstra a necessidade de continuarmos atuando de forma efetiva pelo combate a essa violência no futebol”, afirma Onã Rudá, fundador do Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ+.
Este relatório visa chamar a atenção e incentivar o diálogo contínuo com clubes, federações, órgãos de justiça esportiva, imprensa e todos os envolvidos no futebol. Nosso objetivo é colaborar na criação de ações concretas que combatam cada vez mais a violência contra a população LGBTQIAP+ no universo do futebol. Juntos, podemos fazer a diferença.