Como preparar o corpo para curtir 8 dias de Carnaval sem estress

No Circuito
16 de janeiro de 2015
por Genilson Coutinho

carnvalsalvadorfoto-1

Faltando apenas um mês para a maior festa popular do planeta, muita gente já está se preparando para a maratona de trios e bandas que passarão pelos circuitos do Carnaval de Salvador. Neste período é importante pensar não apenas no preparo da fantasia, mas também nos cuidados que o corpo precisa para suportar o desgaste físico por conta da festa. Muitos dos foliões que curtem todos os dias de Carnaval são pessoas sedentárias, que passam boa parte do ano sem nenhuma pratica esportiva. Para esse público o cuidado deve ser redobrado, pois o corpo não está preparado para esforços físicos mais intensos, o que pode gerar problemas ao organismo e atrapalhar a programação do folião.

Para quem pensa em curtir a festa sem nenhum tipo de problema, já que pela primeira vez na historia de Salvador os foliões terão mais um dia de festa a contar com o pré-Carnaval no dia 8 de fevereiro, último domingo que antecede à folia, o educador físico Marcos Cupertino da Academia Julião Castello dar dicas de como preparar o corpo faltando poucos dias para a festa momesca.

Segundo Marcos, o ideal é começar a preparação para o Carnaval pelo menos um mês antes e as pessoas mais sedentárias podem começar com uma caminhada diária de 30 a 45 minutos.

Para quem pretende frequentar uma academia, os melhores exercícios para entrar em forma para os dias de folia são os aeróbicos e localizados. “Caminhada, corrida e bicicleta são sugestões de atividades que trabalham o condicionamento físico. Musculação, treinamento funcional são exercícios localizados que ajudam a definir e fortalecer a musculatura”, afirma Marcos.

Ainda de acordo com Cupertino, quem pretende aproveitar muito os dias de Carnaval sem nenhuma intercorrência deve focar nos exercícios para os músculos inferiores: coxa, quadril e perna. Ele aconselha para quem não tem tempo de ir a uma academia ao invés de utilizar o elevador de casa ou do trabalho o ideal seria utilizar o uso de escadas além de realizar caminhadas diariamente. “É importante o corpo está preparado para aguentar o pique. O ideal seria se matricular em uma academia e trabalhar a parte neuromuscular”, completou.