Com muito rock n’ roll, Capital Inicial agita a plateia que curte o primeiro dia do Festival de Verão Salvador 2015

Notícias
23 de janeiro de 2015
por Genilson Coutinho

captall

Ao se apresentar pela nona vez do Festival de Verão Salvador 2015, a banda Capital Inicial traz para o Palco 2015 um show de puro rock n’ roll. Com o seu fôlego interminável, o vocalista Dinho Ouro Preto conduz a festa e interage com os milhares de fãs que lotam o Parque de Exposições. O repertório mistura clássicos da banda – “Fátima” – com sucessos do novo CD, Saturno, lançado em 2013. As canções “4X” e “Melhor do que ontem” levaram o público ao delírio. Em homenagem ao Aborto Elétrico, banda de Brasília que deu origem ao Capital Inicial e Legião Urbana, os roqueiros cantaram “Geração Coca-Cola” e “Que País é Esse”.  As músicas serviram também para o cantor Dinho Ouro Preto registrar o seu protesto político e mostrar o quanto esses hinos dos anos 80 ainda se mostram atuais.

capita

Coletiva – Perante os jornalistas, o vocalista Dinho afirmou que sente falta da união entre os roqueiros. “Eu sou defensor do rock brasileiro e seria bacana se os músicos se aproximassem mais. Você percebe que quem curte metal não se junta com quem curte punk”, destaca. O baterista Fê Lemos sugeriu uma solução para isso. “Uma ideia é promover pequenos festivais e convidar as bandas para participar. Essa seria uma alternativa viável, possível de realizar”. Capital Inicial foi a primeira banda a se apresentar no Palco 2015. Para Dinho, a vantagem de iniciar o evento é encontrar a platéia ainda animada, ansiosa pelos shows. “É bem bacana ‘dar o primeiro acorde’, ter a atenção das pessoas logo de cara. Como nosso show é intenso, com muito rock n’ roll, apostamos na ideia de que a primeira impressão é a que fica”, finaliza.