Coletivos se preparam para a II Semana Fora do Armário e 15ª Parada LGBT

Notícias
30 de agosto de 2016
por Genilson Coutinho
Roupas coloridas, penteados afro e batons marcantes são alguns dos elementos estéticos que refletem a atitude política e afirmativa de três coletivos da capital baiana. Batekoo, Afrobapho e Festa Tombo fazem parte de um fenômeno mundial de empoderamento negro LGBT, batizado no Brasil de geração tombamento, e vão ocupar o trio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) na 15ª Parada do Orgulho LGBT, dia 11 próximo, além de integrarem a programação da II Semana Fora do Armário, que começa dia 1º de setembro. Na tarde desse domingo (28), eles estiverem na festa do Batekoo, na boate Zero, no Rio Vermelho, onde gravaram vídeos de mobilização para os eventos.
“Buscamos discutir e dar visibilidade a questões de intercessão entre raça, gênero e sexualidade”, explicou Alan Costa, 26, idealizador do Coletivo Afrobapho, que realiza intervenções audiovisuais e ensaios fotográficos voltados ao empoderamento estético de negras e negros LGBT, trabalho que está viralizando nas redes sociais. “A comunidade negra LGBT está sendo abraçada pela Parada desse ano. Salvador é a cidade mais negra do Brasil e faltava o chamamento para essa população ocupar esse espaço. Será uma oportunidade de agregar mais essa referência à Parada. E discutir sobre a construção do movimento LGBT até a geração tombamento, na Semana Fora do Armário”, disse.

Maurício Sacramento, 21, é um dos responsáveis por movimentar essa geração jovem e articulada em torno de uma forma de empoderamento que une estética, política e festa. Segundo ele, tudo começou em 2014 com a festa de despedida de um amigo. “O movimento Afropunk, movimento estético e de rua, estava em evidência nos Estados Unidos, e me inspirei nisso”, explicou.

“É uma forma de cultura periférica, negra e LGBT. Começamos a construir a identidade visual e organizar festas para pessoas que eram excluídas dos espaços de festas da cidade. E foi acontecendo naturalmente. Elas se reconhecem aqui, na estética, na música. E  encontram a liberdade de ser quem são”. Sacramento, que é criador e produtor do Batekoo, explica que as festas acontecem mensalmente e já chegaram a São Paulo e Rio de Janeiro, também de forma regular.

As mulheres também vão marcar a II Semana Fora do Armário e 15ª Parada LGBT. Está na programação o Coletivo Tombo, que organiza mensalmente a Festa Tombo, um evento inteiramente produzido por mulheres e que abre espaço para lançar novas DJs. “Estamos fazendo uma forma diferente de militância. Um festa que não é apenas entretenimento, mas é um ato político”, afirmou Jéssica Dantas, 22, que, ao lado de Milla Carol, 23, e Thátila Martins, criou o grupo.

Sob a articulação da Coordenação de Políticas Públicas LGBT, da SJDHDS, os coletivos vão levar 11 DJs ao trio da Parada, e mostrar como é que se faz festa.

Dia 1° de Setembro: Coletiva de Imprensa da II° Semana Fora do Armário.

Local: Palácio Rio Branco

Horário: 15:00h

Entrada: Acesso livre

Dia 2 de Setembro: Reunião Ordinária do Conselho Estadual LGBT

Local: a combinar

Horário: Dia todo

Entrada: Para Conselheires e Convidades

 

Dias 5 e 6 de Setembro: Mutirão #VocêCABForadoArmário

Local: Secretarias e Orgãos do Governo do Estado

(Centro Administrativo da Bahia)

Horário: Das 9:30 às 17:00

Dia 8 de Setembro: #CidadaniaForadoArmário – INNPD Convida para o debate #AParadaÉNossa

17:00: Lounge de Aglutinação

17:30: Roda de Diálogos: “Da Contracultura á Geração Tombamento: festa, política e identidade”

Com Edward MacRae (Antropólogo, UFBA), Thátila Martins (Coletivo Tombo/BA), Alan Costa ( Coletivo Afrobapho/BA), Mauricio Sacramento(Coletivo Batekoo/BA) e Adriana Prates (Coletivo Pragatecno/BA)

20:00 às 22:00: Atividade Cultural – O Fervo é Político! (Coletivos Pragatecno, Tombo, Afrobapho e Batekoo | Performance de Euvira Euvira)

Local: Passeio Público

Horário: das 17:00 às 22:00

Entrada: Acesso livre

 

Dia 9 de Setembro: #CidadaniaForadoArmário – INNPD Convida para o debate #AParadaÉNossa

17:00: Lounge de Aglutinação

17:30 às 20:00: Roda de Diálogo: “Estado Laico: riscos e perspectivas da luta democrática contemporânea”

Com Joana Zylbersztajn (Doutora em Direiros pela USP), Vilma Reis (Socióloga e Ouvidora da Defensoria Pública do Estado), Anhamona de Brito (Superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos da SJDHDS), Keila Simpson (Presidenta da Associação Nacional de Travestis e Transexuais – ANTRA)

20:00: Lançamento do Livro A laicidade do Estado Brasileiro, de Joana Zylbersztajn

20:00 às 22:00: Atividade Cultural – O Fervo é Político! (Coletivo Pragatecno e Performance de Euvira Euvira)

Local: Tropos Co.

Horário: das 17:00 às 00:00

Entrada: Acesso livre

 

Dia 11 de Setembro: #AParadaÉNossa

A SJDHDS, em parceria com a Bahiatursa e a Secult, leva, à 15° Parada do Orgulho LGBT o trio #AParadaÉNossa

13:00: Início do desfile dos trios

15:00: Saudações das autoridades políticas e sociais

Apresentação de Euvira Euvira (BA), Show de Rafael Menezes BaptistaEdylene Água Suja (RJ), e discotecagem dos Coletivos PRAGATECNO(BA), TOMBO, BATEKOO e Afrobapho.

Local: Campo Grande – Praça Castro Alves