Coletivo OMO OMIN traz uma exposição com a diversidade das obras de Jorge Amado

Sem categoria
28 de agosto de 2012
por Genilson Coutinho


Em 2012, o mês de agosto está sendo marcado pela comemoração do centenário de um dos maiores escritores baianos, o itabunense Jorge Amado, um apaixonado pelas artes e influenciado por artistas como Pierre Verger e Carybé. Com isso, o Coletivo OMO OMIN (Filhos das Águas), resolveu homenageá-lo entre 30 de agosto a 30 setembro, com a exposição Visões da Bahia, Canções da Liberdade, na Galeria do Forte do Santo Antônio Além do Carmo, das 9h às 18hs. A celebração, que começou no carnaval, e prosseguirá até o final do ano, conta com o apoio do Centro de Culturas Populares e Identitárias – CCPI, órgão da Secretaria Estadual de Cultura – SecultBA, que tem por objetivo fomentar a pluralidade cultural em todo o Estado da Bahia.

Na abertura da exposição, dia 30 de agosto, às 19h, serão realizadas intervenções artísticas, como Desfile Performático do Ateliê Meire Cabral inspirado nas mulheres de Jorge Amado (Tieta do Agreste, Gabriela e Dona Flor), apresentações de grupos do Forte da Capoeira e performance de dança de Milena Mariz, dentre muitos outros.

Homenagem ao centenário

Jorge Amado é um dos escritores ficcionais mais lidos na história do Brasil, cuja obra ressaltou o regionalismo e cultura nordestina, traduzida para mais de trinta idiomas. Um sucesso internacional, sobretudo popular. O Coletivo OMO OMIN, formado por artistas visuais de várias gerações, da capital e do interior do Estado e radicados na Bahia, vai homenagear o centenário de Jorge Amado a partir de releituras de suas obras em diversas técnicas de artes visuais.
Explorando a criatividade, cada artista do Coletivo escolheu um livro do autor e desenvolveu obras, a partir de técnicas diversas das artes visuais, o que possibilitará que as pessoas sejam inseridas no universo criativo dos artistas e do autor Jorge Amado.
Local escolhido para abrigar as peças, o Forte do Santo Antônio Além do Carmo é conhecido como Forte da Capoeira por abrigar, desde 1983, inúmeros grupos de capoeira e buscar a disseminação da diversidade cultural baiana.

Serviço
O quê: Exposição Coletiva “Visões da Bahia, Canções de Liberdade”
Quando: 30 de agosto a 30 de setembro – 9 às 18h
Onde: Galeria do Forte do Santo Antônio Além do Carmo
Quanto: Gratuito