Coletivo Bixa Pare realiza Sarau Bixaria Literária com tema Negritudes LGBTI+

Comportamento, Social
22 de novembro de 2018
por Genilson Coutinho

Com o tema Negritudes LGBTQIA+, a 5ª edição do Sarau Bixaria Literária acontece no dia 30 de novembro, sexta-feira, 19h, na Oficina Cultural Alfredo Volpi. Nesta edição, que integra o Festival Preta Leste, haverá participação especial da cantora Danna Lisboa com um pocket show; performance da artista Nickary Ayker, de Belo Horizonte; apresentação de Flip Couto, cujo trabalho se relaciona com a questão de soroposositividade de pessoas negras; do performer Douglas Santos, do cantor Ti Araújo e da dançarina Dani Santos. Os artistas do Coletivo Bixa Pare – Diego Castro, Fabio Lopes e Luan Afonso (que dá vida a drag queen Melissa Babalu) – realizadores do Sarau, também participam com performances artísticas.

 Para os integrantes do Coletivo Bixa Pare, indicados ao “melhores do teatro” na categoria Melhor Mostra no primeiro semestre de 2018 pelo Blog do Arcanjo, o Sarau Bixaria Literária promove uma continuidade na pesquisa do grupo, além de colocá-lo em evidência a um público cada vez mais diversificado. “Nas trocas com os outros artistas e com o público, entramos em um lugar de discussão e aprimoramento de ideias, o que nos ajuda muito a encontrar outros caminhos para nossos trabalhos”, diz Luan Afonso.

 Fabio Lopes, cofundador do coletivo, ressalta que as edições anteriores ajudaram a equipe a consolidar uma linguagem para conduzir o sarau. “Claro que nós nunca podemos estar completamente prontos, mas já sabemos como direcionar o evento de forma mais produtiva”, diz. A diversidade do público se conecta aos espaços que já receberam o Sarau Bixaria Literária. A primeira edição foi na Casa das Rosas, espaço cultural da Avenida Paulista; o segundo foi na Oficina Cultural Alfredo Volpi; o terceiro no Estúdio NU, no centro da Cidade; e o quarto na Praça Morumbizinho, na 9ª feira literária de São Miguel Paulista no palco sesc.

 “Os recortes de temas também selecionam as pessoas que querem dialogar com determinado assunto”, diz Diego Castro. Cada edição do sarau tem um eixo temático, como drag queens, nudez e erotismo, representatividade negra etc. Apesar do segmento, toda edição também dá espaço para que o público interaja com performances ou leituras sem mediação prévia.  “O sarau dialoga com quem está na mesma sintonia temática, mas também dá a possibilidade de ser uma porta de entrada para certos assuntos com pessoas que não tinham familiaridade com os temas que abordamos”, contam os artistas do Bixa Pare.

 O grupo ressalta a importância de atingir um público cativo dos próprios espaços em que se apresentam, além de estarem também criando uma audiência própria, já familiarizada com o coletivo e os trabalhos que desenvolvem ao longo dos quase dois anos de sua fundação. “Enquanto não viramos estatística, viramos arte”, conceitua Luan Afonso ao falar sobre as propostas das performances do grupo, que além do Sarau Bixaria Literária, também circulam com os trabalhos Bixa Freak Show, performance que consiste numa espécie de programa de auditório que aos poucos revela atrocidades cometidas à comunidade LGBTQIA+ e 2017 445, performance-memorial em homenagem à vítimas fatais LGBTfobia no ano de 2017.

 Sobre o coletivo Bixa Pare

 O Coletivo Bixa Pare é formado pelas bixas artistas Diego Castro, Fabio Lopes e Luan Afonso. Fundado no inicio de 2017, o coletivo traz como disparador de suas ações a relação do corpo bixa como pesquisa cênica. Desenvolve trabalhos dialogando com diversas linguagens, entre ela teatro, dança e artes visuais.  Realizou mostra de processo do seu primeiro espetáculo Cênico com titulo provisório de Bixa Pare ou SerTão de mim, que está em processo de criação na XIV Semana de Artes do Corpo da PUC, Oficina Cultural Alfredo Volpi e Satyrianas 2017. Em dezembro estreou a performance BIXA FREAK SHOW no Fuzuê, um evento organizado por artistas e coletivos da Zona Leste de São Paulo. O Coletivo Bixa Pare faz residência artística na Oficina Cultural Alfredo Volpi onde realizou a oficina As Relações do Corpo Bixa Como Disparador Para Um Manifesto Cênico entre janeiro e março de 2018. Sua última performance, 2017 445, integrou recentemente a 5ª edição da mostra excêntrica.

 Serviço

 Sarau Bixaria Literária – 5ª edição (Negritudes LGBTQIA+)

Data: Dia 30 de novembro, sexta-feira, 19h, na Oficina Cultural Alfredo Volpi

Endereço: Rua Américo Salvador Novelli, 416 – Itaquera. São Paulo (SP)

Entrada gratuita