Clélia na varanda do SESI

Sem categoria
21 de setembro de 2011
por Genilson Coutinho

Depois de lançar o CD/Show “Samba de Roque” ano passado e apresentado nas principais capitais brasileiras São Paulo (Caixa Cultural), Rio de Janeiro (Teatro Rival), e Curitiba (Teatro Guaíra), Clécia Queiroz ganhou elogios e espaços na imprensa nacional e retorna à cidade com shows nos sábados de outubro na Varanda do Sesi (Jequitib’ar Café). Nessa nova temporada, Clécia traz muitas novidades, que incluem dança, teatro e promete improvisos musicais com a platéia.  O espetáculo homenageia o samba da Bahia, dando um destaque especial para o samba-de-roda, desde as suas origens africanas até suas influências no samba contemporâneo, mostrando diversas variações que o gênero recebe, evidenciando sua relação com ritmos oriundos da tradição afro-brasileira do Candomblé. O trabalho se mantém fiel às raízes trazidas do encontro sudanês-bantu-português e ao mesmo tempo traz um novo elemento de confluência: a mordernidade poética.  Ressalta, ainda, vários aspectos da cultura popular baiana através de canções, onde se percebe simplicidade, lirismo e senso de humor.

A magnitude do samba de roda está no seu conjunto. Ele é música, dança, poesia, teatro e, não menos importante, é a participação do público. No show da Varanda, Clécia Queiroz , que também  é atriz, dançarina e Mestre em Performance Arte pela Howard University (EUA), pretende buscar a fundo a essência desse conjunto e presentear   o público com um espetáculo performático, que passeia entre o chame e a malandragem e faz das letras das canções um pretexto para revelar personagens do universo baiano, além de estabelecer um diálogo constante com a platéia.

No repertório, pérolas dos prestigiados compositores Roque Ferreira, Roberto Mendes, Wálter Queiroz, Riachão, Walmir Lima. Clécia faz também uma releitura de “O que é que a baiana tem”, numa homenagem a Carmem Miranda, primeira mulher a trazer o samba de roda para o universo fonográfico através das canções de Dorival Caymmi. Clara Nunes, que no próximo ano estaria completando 70 anos de vida, também será homenageada.  A Direção Musical do show é de Dudu Reis, um dos maiores cavaquinistas da nova geração baiana, que também assina e divide os arranjos com a cantora e os músicos da banda, misturando o  samba elegantemente a ritmos de matrizes africanas. Imperdível!

Serviço: Show Clécia Samba na Varanda

Onde: Jequitib’ar Café (Varanda do Teatro Sesi Rio Vermelho)

Quando: Sábados de Outubro (01, 08, 15, 22, 29), às 22h00

Valor: R$ 18,00