Notícias

Claudio Botelho se defende de comentários transfóbicos: “Eram em tom de brincadeira”

Genilson Coutinho,
25/10/2016 | 00h10

Ao criticar a escalação da atriz trans Laverne Cox para uma adaptação de The Rocky Horror Picture Show, da Fox, Claudio Botelho chegou a dizer em seu Facebook que isso era “falta de surra”. “Gente, esse tipo de coisa está se propagando porque os pais não batem mais nos filhos”, postou ele, gerando muita polêmica nas redes sociais no último fim de semana.

Acusado de transfóbico, o diretor teatral resolveu fazer um esclarecimento em sua página da rede social na noite desta segunda-feira (24). “Meus comentários eram todos em tom de brincadeira. Resultaram, no entanto, como expressão de intolerância. A discussão livre era sobre o que os fãs do célebre musical inglês acham da escalação de uma atriz transexual para o papel principal”, alegou ele.

Diretor se envolve em polêmica ao atacar transexuais: ‘Falta surra dos pais’

Em outro trecho, ele continuou: “Sinto imensamente que minhas palavras, totalmente em tom jocoso e de piada, possam de alguma forma ter ferido ou no mínimo magoado quem quer que seja. Meu apreço por artistas em geral, sejam eles homossexuais, transexuais, heterossexuais, trans-gênero, ou o que quer que seja, é o apreço pelo teatro, onde construí uma carreira de 30 anos de trabalho nos quais jamais escondi minha própria orientação sexual (…). Não foi minha intenção ferir qualquer grupo ou indivíduo.”