Classe artística critica exoneração de Fernanda Tourinho da Funceb

Arte e Exposições, No Circuito, Teatro
4 de setembro de 2017
por Genilson Coutinho
fernanda_tourinho_fundacao_cultural_bahia_ft_reproducao_facebook

Foto: Reprodução Facebook

A exoneração, sem explicação pública, da produtora cultural Fernanda Tourinho da diretoria-geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), nesta sexta-feira (1º), provocou críticas da classe artística ao governo de Rui Costa (PT).

A produtora cultural e diretora do Teatro Módulo, Vadinha Moura, disse que recebeu com “grande surpresa” a saída de Tourinho da Funceb. “Certamente será muito bom termos de volta a produtora, a gestora cultural guerreira que sempre foi e será, mas, com toda certeza, fará falta termos alguém do seu quilate nos representando. Venha que saberemos valorizá-la”, ironizou.

O diretor teatral e presidente da Fundação Gregório de Mattos, Fernando Guerreiro, também condenou a decisão do governo de exonerar Fernanda Tourinho. “Minha solidariedade a Fernanda Tourinho. Sempre. Politicagem e cultura nunca vão poder andar juntas.”, afirmou, em sua rede social. Com informações do Bahia. BA

Veja outras manifestações :