Cineasta baiana ganha prêmio no festival Visões Periféricas, no Rio de Janeiro

Sem categoria
19 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

O filme Da Alegria, Do Mar e de Outras Coisas, da cineasta baiana Ceci Alves, conquistou ontem menção honrosa no festival Visões Periféricas que aconteceu no Rio de Janeiro.

O curta-metragem, que conta a história de duas travestis que foram vítimas de homofobia em Salvador, foi exibido durante a cerimônia que aconteceu no Oi Futuro em Ipanema.

“Fomos o único filme baiano premiado neste que é um dos festivais mais importantes do país”, comemorou Ceci.
Da Alegria, do Mar e de Outras Coisas relata o caso da travesti baiana Júnior da Silva Lago, 22 anos, a “Luana”, que foi assassinada por homens armados, quando foi atacado na praia com a também travesti Jocimar Oliveira do Carmo, a “Joice”, que sobreviveu.

No filme, a historia é recontada através da travesti Nem, que faz shows de dublagem, e vê a também travesti, Joy, ser morta pelos homens. Estrelam o filme os atores paulista Rodolfo Lima e pernambucano Rodrigo Porto Cavalcanti.

Antes mesmo das gravações, a produção já começou premiada. O curta foi contemplado no último edital de demanda espontânea do Fundo de Cultura do governo do Estado da Bahia. Da Alegria também ganhou menção honrosa do Cine Futuro, em 2012.