Cervejaria Bohemia se reinventa e lança 3 ousadas cervejas

Serviços
22 de maio de 2015
por Genilson Coutinho

cerveja

Estilos que viajaram o mundo, mas com o toque final que saiu do nosso quintal. Assim são as novas cervejas da Cervejaria Bohemia que agora já podem ser encontradas em garrafas de 300ml e 600ml no www.emporiodacerveja.com.br e, em breve, nos supermercados de SP e RJ. Bela Rosa, uma witbier com pimenta-rosa, deixando esse estilo já refrescante mais cítrico e aromático. Jabutipa, uma IPA lupulada e amarga, mas com o leve dulçor da jabuticaba, e a Caá-Yari, uma Belgian Blonde Ale encorpada com uma pitada da erva mate.

Produzidas na cervejaria que fica localizada em Petrópolis, as cervejas foram criadas pela mestre-cervejeira da Cervejaria Bohemia, Daniela Dezordi, em parceria com o premiado chef Felipe Bronze, que também é reconhecido como um especialista em sabores da nossa terra. O resultado são cervejas que unem criatividade e ousadia.

Para dar uma apimentada no paladar a tradicional Witbier dos belgas ganhou um toque mais brasileiro. Se o estilo conta com cervejas de trigo mais leves, com casca de laranja e coentro, agora ficou mais refrescante com a pimenta-rosa. Cítrica, aromática e tentadora, a Bela Rosa já conquistou os cervejeiros. Em sua estreia oficial, no Mondial de La Bièrre organizado no fim do ano no Rio de Janeiro, a cerveja ficou em 2° lugar no MBeer Contest Public, concurso em que o público elege a melhor cerveja do evento.

Já para os que gostam de uma cerveja mais amarga, a JabutIPA é uma ótima pedida. O estilo India Pale Ale foi criado pelos ingleses para que a cerveja Pale Ale sobrevivesse às longas viagens para Índia. Isso graças à alta quantidade de lúpulo que foi adicionado à receita, conferindo a ela um delicioso amargor. Para equilibrá-la e deixa-lá ainda mais curiosa, a Cervejaria Bohemia buscou uma fruta típica do Brasil, a Jabuticaba, que traz sua personalidade levemente adocicada.

Por fim, se aqui no Brasil as Pilsen fazem sucesso, na Bélgica, quem manda são as Belgian Blonde Ale, um estilo de cerveja levemente adocicada e encorpada. Para dar ainda mais vigor a ela, a Cervejaria Bohemia acrescentou uma pitada de um ingrediente um tanto inusitado – para uma cerveja – e bastante comum no sul do país – a erva-mate. O que lhe conferiu um leve amargor. E, assim, nasceu a Caá-Yari, nome que faz referência à lenda indígena da deusa dos ervais.

“Estamos muito empolgados com essas três novas receitas com um toque de ingredientes da nossa terra. O resultado são cervejas ousadas e de diferentes estilos. Esse lançamento é um convite que nós da Cervejaria Bohemia queremos fazer aos consumidores para instigar a curiosidade por novos sabores na vida”, comenta Daniela Dezordi.

Os rótulos também mereceram atenção mais que especial. Foram convidados três artistas que representassem as regiões de onde foram escolhidos os ingredientes para desenhar as embalagens das cervejas. Do Nordeste, Mônica Torres foi a escolhida. A pintora é famosa por retratar sua terra natal, Maceió, e dar atenção especial para a caracterização de seus personagens, principalmente a mulher, que estampa o rótulo da Bela Rosa. De Goiás, terra da jabuticaba, veio Sérgio Pompêo famoso por trazer em suas obras as peculiaridades de Pirenópolis, cidade onde vive desde os cinco anos de idade. O jovem artista usou todo o seu talento para criar a ilustração que está nas garrafas da Japutiba. E vindo do Rio Grande do Sul, lugar de origem da erva-mate, o artista plástico Eduardo Simch retratou a deusa dos ervais Caá-Yari.

As cervejas já estão à venda em embalagens de 300ml e 600ml com exclusividade no Empório da Cerveja (www.emporiodacerveja.com.br) e na Cervejaria Bohemia, um dos mais completos centros de experiência cervejeira do mundo, localizada em Petrópolis. Nos próximos dias chegam em pontos de venda selecionados em São Paulo e no Rio de Janeiro. O preço sugerido é de R$6,00 para a garafa de 300ml e R$12,00 para a garrafa de 600ml.

Saúde!