Centro de Referência da Mulher em Feira de Santana passa a atender transexuais e travestis

Notícias
18 de abril de 2016
por Genilson Coutinho

O Centro de Referência da Mulher Maria Quitéria (CRMQ), em Feira de Santana, na Bahia, passa a atender também transexuais e travestis. Para se adequar à nova realidade dos serviços de atendimento às demandas do público vítima da violência doméstica, 25 técnicos da instituição participaram de um minicurso, na manhã da última quarta-feira, 13, promovido pela Divisão de Promoção dos Direitos das Minorias, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso).

A coordenadora do CRMQ, Maria Luiza Coelho, explica que o minicurso é o ponto de partida para que o Centro se adeque gradativamente a esta temática do atendimento definido pela Sedeso. “Esta nova realidade das mulheres transexuais e travestis aconteceu agora, quando a Justiça entendeu que elas têm os mesmos direitos de serem alcançadas pela proteção da Lei Maria da Penha”, frisou.

A iniciativa, conforme Maria Luíza, visa assegurar a defesa dos direitos de transexuais e travestis vítimas da violência doméstica. “Com isto estamos defendendo o respeito e a dignidade delas”, informou.

Durante o minicurso, o chefe da Divisão de Promoção dos Direitos das Minorias, Fábio Ribeiro, abordou sobre a realidade das transexuais. Em seguida, foi mostrado um vídeo com depoimento de três mulheres. Dando prosseguimento, foi aberta discussão da compreensão dos participantes no evento sobre a situação.