Caso Itamar: Protesto por justiça lembrará 1 ano da morte do jovem no Campo Grande

Sem categoria
3 de abril de 2014
por Genilson Coutinho

O Grupo Gay da Bahia (GGB) e a família do estudante Itamar Ferreira, 25 anos, fazem no próximo dia 13 um protesto pedindo justiça pela morte do jovem, assassinado na praça do Campo Grande – a data marca um ano do crime. Uma audiência sobre o caso marcada para a terça-feira (1º) na 15ª Vara Criminal, em Sussuarana, foi adiada para setembro por conta da ausência de um dos acusados, Ricardo Hohlenweger dos Santos, e da falta de respostas de outro, segundo o GGB.

A lentidão do processo incomoda familiares e amigos. Um menor de idade envolvido no crime deveria ser ouvido através de carta-precatória expedida a Feira de Santana, mas que não teve resposta. Além disso, um quarto envolvido, identificado somente como Índio, ainda não foi preso. Compareceu ao fórum somente Scarlet Lira Maia Gomes, que espera o julgamento em liberdade, assim como Ricardo, que foi intimado mas se ausentou.

A nova data marcada para ouvir os envolvidos é 4 de setembro. Uma nova carta-precatória será expedida para colher o depoimento do menor envolvido no caso.

Itamar foi assassinado na praça do Campo Grande

Protesto
O protesto está marcado para domingo (13) a partir das 14h com intenção de pedir justiça e lembrar a memória de Itamar. Em nota, o GGB pede que as pessoas compareçam ao local com pedaços de tecido preto e flores.

No dia do protesto, um bolo de aniversário será levado para lembrar que um ano se passou.