Casamento homossexual, no meio da Amazônia em plena ditadura militar, é o tema do novo romance de Salomão Larêdo

Comportamento, Social
26 de maio de 2015
por Genilson Coutinho
978-85-67191-07-2

Capa do livro

Dois homens que se amam na década de 1960 e querem se casar procuram um pajé para um ritual de transformação de um dos homens em mulher. Tudo isso em meio à ditadura militar brasileira, com a floresta amazônica como cenário e narração de um cosmonauta russo, inspirado em Yuri Gagarin. Esta é combinação que dá forma ao enredo de “Olho de Boto – Um Romance Homo(ama)zônico”, o 40º romance do escritor paraense Salomão Larêdo. O lançamento está marcado para o dia 2 de junho na Blooks Livraria do Frei Caneca.

A história se passa no vilarejo de Inacha, localizado no nordeste do Pará. Dois homens, Inajá e Inajacy se apaixonam e pedem a um pajé que transforme um deles em mulher para que possam se casar como sonham. “Inspirado em fatos reais, o romance retrata assuntos polêmicos numa época em que falar de casamento homossexual era considerado tabu, ainda mais num vilarejo do interior da Floresta Amazônica, em meio às tribulações da repressão política”, explica Larêdo.

“Este novo romance aborda não apenas o tema da homoafetividade, mas todas as nossas questões sócio-políticas, de tudo que precisamos saber, discutir, estudar e nos posicionar como cidadãos culturais, cidadãos sexuais, democráticos, como leitor que pensa, que tem senso crítico e consciência política e que não é intolerante, nem intransigente”, diz o autor

O lançamento nacional de Olho de Boto será marcado por um bate-papo sobre homossexualidade na literatura entre o autor Salomão Larêdo e Felipe Arruda, editor da Revista Rosa. Na semana da maior e mais tradicional Parada Gay do país, o evento acontece na Blooks Livraria do Shopping Frei Caneca, dia 2 de junho às 19h.

Salomão Laredo (Foto:  Rafael Tomazi/ Divulgação)

Salomão Laredo (Foto: Rafael Tomazi/ Divulgação)

O autor

Salomão Larêdo é autor de diversas obras, incluindo romances, contos e poesias. Com seu estilo, o paraense envolve o leitor no imaginário amazônico, revelando todas as suas belezas e idiossincrasias. Olho de boto é a quadragésima obra publicada pelo autor, que já recebeu prêmios por todo o país, incluindo o Monteiro Lobato da União Brasileira de Escritores, pelo livro Sarrabulho.

Sinopse

Olho de Boto – Um romance homo(ama)zônico

Inacha é um povoado pacato e ordeiro da floresta amazônica, onde ninguém contesta o poder do regime militar recentemente implantado no Brasil. Porém, tudo muda quando um acontecimento grandioso é agendado: dois homens decidiram se casar, décadas antes do mundo discutir os relacionamentos homoafetivos.

Inspirado em fatos reais, Salomão Larêdo apresenta um romance contestador, que deseja disseminar o amor livre por todo o mundo e criticar a incompreensão e a violência comuns numa terra tão afastada da civilização.

 

Serviço
“Olho de Boto – Um Romance Homo(ama)zônico”, do escritor paraense Salomão Larêdo, será lançado no dia 2 de junho, às 19h na Blooks Livraria do Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, nº 569 – 3º Piso – Consolação – (11) 32592291)

Vendas nas principais livrarias e também pelo hotsite do livro.