Casamento homoafetivo: importância do Save the Date

Comportamento, Social, Tem Direito
28 de julho de 2017
por Genilson Coutinho

Por Luiz Ramon Abdon

Casamento marcado de um ano a seis meses de antecedência, e então você lembra daquele amigo que mora longe ou a data do casamento cai próximo de um período de férias e/ou feriados – e teme que os seus convidados não comparecem; para que isso não aconteça, você pode avisar sobre o seu casamento usando o “Save the Date”.

O “Save the Date” é um espécie de convite prévio que você manda para os convidados, antes de enviar o convite oficial.

2

Foto: Reprodução/Internet

A ideia nasceu nos Estados Unidos e, foi incorporada em nossas regras de etiqueta, sendo muito utilizada em nossa cultura. Sua função é de avisar que em certa data haverá um evento e você não quer que o convidado faça nenhum outro plano para aquele dia.

Esse recurso é simples, objetivo e muito criativo. Pode ser um cartão, um imã de geladeira ou até um vídeo. Enviados via Correios, Internet, WhatsApp… como for mais fácil para quem está convidando. Além disso, o “Save the Date” possui apenas 3 informações básicas: o nome dos noivos, o dia do casamento e a cidade onde acontecerá.

Em média é enviado 6 meses antes do casamento ou 3 meses antes do envio do convite formal. Os convites oficiais são enviados três meses de antecedência para outras cidades, e entregue em mãos com 2 meses de antecedência do casamento.

1 (1)

Foto: Reprodução/Internet

Essa é uma maneira de convidar, logo, nunca envie um para alguém que não é prioridade na sua lista de convidados, porque depois não vai dar pra fazer o desentendido.

SAVE THE DATE {Raphael + Joás} from Movie 7 Produtora on Vimeo.

Luiz Ramon Abdon é estudante de jornalismo, dono do blog Audácia Baiana e acredita no poder das palavras e de como podemos mudar o mundo usando-as.