Casamento coletivo abriu Parada LGBT de Brasília

Notícias
29 de junho de 2015
por Genilson Coutinho
Primeiro casamento coletivo de parceiros homossexuais do DF, no Dia Mundial do Orgulho Gay, comemorado neste domingo (28), em frente ao Congresso Nacional (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Primeiro casamento coletivo de parceiros homossexuais do DF, no Dia Mundial do Orgulho Gay, comemorado neste domingo (28), em frente ao Congresso Nacional (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Realizada no domingo 28 de junho, a 18ª Parada do Orgulho LGBTS de Brasília foi aberta por matrimônio coletivo de dez casais homossexuais. Pela primeira vez uma marcha arco-íris no País foi antecedida por esse tipo de evento.

O local da cerimônia, iniciada por volta das 15h, teve forte cunho político: em frente ao Congresso Nacional. A ideia da Associação da Parada do Orgulho LGBTS de Brasília foi contrapor discursos conservadores vindos de deputados federais.

18ª Parada do Orgulho LGBTS de Brasília, com o tema deste ano - À igualdade, digo sim -, quer reforçar o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo (Antonio Cruz/Agência Brasil)

18ª Parada do Orgulho LGBTS de Brasília, com o tema deste ano – À igualdade, digo sim -, quer reforçar o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Após a cerimônia, foi dado início à marcha, que percorreu a Esplanada dos Ministérios e o Eixo Monumental até o Palácio do Buriti, sede da governadoria. Houve vaias e discursos contra o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) por o político não realizar ações contra homofobia. A organização estimou o público em 60 mil pessoas.