Casal gay prepara casamento no Rock in Rio: ‘Chance única’

Notícias
28 de julho de 2015
por Genilson Coutinho
A técnica em informática Mayara Monteiro (à esquerda) e a produtora de eventos Naira Fernandes, que vão se casar no Rock in Rio 2015 (Foto: Felipe Hanower/G1)

A técnica em informática Mayara Monteiro (à esquerda) e a produtora de eventos Naira Fernandes, que vão se casar no Rock in Rio 2015 (Foto: Felipe Hanower/G1)

Mayara pediu Naira em casamento durante o show da Beyoncé no Rock in Rio 2013. Na época, ainda não sabiam que iriam protagonizar a primeira união gay da história do festival.

Depois, elas tiveram a ideia de participar do concurso e, ao divulgar o vídeo de uma nova surpresa, conseguiram vencer centenas de competidores. Elas pontuam que um casal gay também concorria, mas acabou sofrendo preconceito e não avançou. “No vídeo deles, notei pessoas fazendo comentários ruins. E o nosso não teve nada disso, todo mundo curtiu e comentou. Não sei, às vezes penso que um casal de meninas é mais aceito do que um casal de meninos”.

“Fiquei completamente sem graça e completamente sem reação”, conta Naira (novamente) surpreendida. As duas não esperavam que o tal vídeo conseguisse tanta aprovação. Havia, por exemplo, um casal de homens entre os finalistas que despertou reações desfavoráveis.

“No vídeo deles, notei pessoas fazendo comentários ruins. E o nosso não teve nada disso, todo mundo curtiu e comentou”, diz Mayara. Ela tem um palpite do porquê: “Não sei, às vezes penso que um casal de meninas é mais aceito do que um casal de meninos”.

cartela-1-naira-mayara-rock

‘Somos duas mulheres’

Ainda assim, Naira esperava alguma rejeição. “Achei que teriam algum tipo de receio, porque o Rock in Rio tem um público abrangente”, fala. “Além disso, na festa que deram para os casais ganhadores, fiquei superfeliz porque nos trataram como um casal de duas mulheres, mesmo. Isso é importante. Normalmente, tratam uma como mulher e a outra como ‘homem’.”

Ela conta que esse tipo de “constrangimento” é recorrente. “Falam claramente que tem um homem e uma mulher da relação. E não é assim. Em restaurantes, por exemplo, as pessoas oferecem cardápio e a conta para a Mayara, como se ela fosse o homem. Acontece muito dessas coisinhas”, aponta.

Juntas há três anos, elas são um dos sete casais ganhadores da promoção “Eu vou casar no Rock in Rio”

A cerimônia está marcada para acontecer na Capela da Cidade do Rock no 26 de setembro, curiosamente no dia da apresentação de Rihanna, uma espécie de “concorrente” de Beyoncé.

‘Vai ficar na história’

“Geralmente aparecem na mídia mais casos de homofobia do que casos com finais felizes”, opina Mayara Monteiro, que é do Rio, tem 23 anos e trabalha como técnica em informática. “É uma chance única. Dizem que vamos levar uma bandeira e que vai ficar marcado para a história do Rock in Rio.”

Mayara acredita que muita gente sequer sabe que a união entre homossexuais é possível por aqui. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou uma resolução que obriga os cartórios de todo o Brasil a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento.

Um casamento por dia

A cada dia do Rock in Rio 2015, que marca os 30 anos do festival, será realizado um novo casamento. Um juiz de paz irá se encarregar de oficializar a união civil.

Casar no Rock in Rio já pode ser considerado tradição. Na edição de 2011, no dia do show do Red Hot Chilli Peppers, a professora Raquel Lettres e o analista de sistemas Gabriel Gemelly trocaram alianças em uma cerimônia realizada na Rock Street.

Em 2013, Daniele Sant’Ana e Alan Gomes combinaram com a produção do evento e se casaram no dia do show do Bon Jovi.Com informações do G1