Casais de mulheres protestam com beijo em porta de igreja

Fábio Rocha,
22/07/2013 | 20h07

(Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo)

RIO – Um grupo de jovens casais homossexuais promoveu um beijaço na escadaria da Igreja de Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, Zona Sul do Rio, no fim da tarde desta segunda-feira. A cena chocou alguns peregrinos, que começaram a rezar no local.

Mais cedo, cerca de duzentos manifestantes a favor dos direitos homossexuais iniciaram uma caminhada em direção ao Palácio Guanabara, onde o Papa está sendo recebido por autoridades nacionais. A passeata ocorreu de forma pacífica, e eles pararam em frente ao estádio das Laranjeiras, onde há um bloqueio policial. Os manifestantes queimaram um boneco representando o governador Sérgio Cabral e pretendem realizar ainda um outro beijaço como forma de protesto.

A concentração começou por volta das 14h no Largo do Machado. Às 16h, um segundo grupo chegou ao local com bandeiras de partidos políticos, do sindicato dos professores, da Assossiação Nacional dos Estudantes Livres e do MST, e gritando palavras de ordem contra o governador Sérgio Cabral.

O ato foi convocado pelo estudante João Pedro Accioly, de 19 anos, e reuniu movimentos em defesa dos direitos homosexuais e grupos feministas.

— É um evento que veio na onda dos protestos, desvinculado de entidades clássicas, como sindicatos e partidos políticos, e ganhou as redes sociais. É um protesto simbólico contra a criminalização das drogas, a proibição do aborto e a favor dos direitos LGBT. Enquanto os beijos forem considerados ofensas, protestos como esse serão necessários – diz João.

*As informações são do site O Globo.