Casa da Cidadania realiza semana de conscientização sobre HIV

AIDS em pauta
22 de janeiro de 2016
por Genilson Coutinho

Foto: Foto: Leandro Rodrigues

A Casa da Cidadania, equipamento da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social), localizada no bairro do Beiru/Tancredo Neves, realiza, até essa   sexta-feira (22), a Semana de Conscientização sobre HIV/AIDS – DSTs. Nesta quarta-feira (20), foi realizada gratuitamente a testagem rápida de fluído oral para detecção de anticorpos do HIV, além da palestra Transexualidade e Questão de Gênero, ministrada pela servidora da Secretaria de Justiça Social, Paulett Furacão, primeira transexual a ser nomeada para um cargo público no Estado.

A testagem para detecção de anticorpos do HIV está sendo realizada até a próxima sexta-feira, 22, pelo Instituto Beneficente Conceição Macedo, instituição que é parceria na realização do evento. Se detectados anticorpos para o vírus, o paciente é encaminhamento para a rede pública de saúde para que seja realizado um novo exame, confirmado novamente, o paciente receberá todo apoio na adesão ao tratamento de antirretroviral.

Além do diagnóstico, a semana contempla também ações informativas, com o intuito de prevenir o contágio de doenças adquiridas através da prática sexual. Durante conversa com um público formado majoritariamente por jovens, Paullet Furacão falou sobre os desafios e preconceitos enfrentados pelo público LGBT, que durante muito tempo foi classificado como grupo de risco para detecção do HIV. Paullet desmistificou situações que envolvem transexuais e travestis e explicou como pessoas que trabalham como profissionais do sexo são contaminadas. “Exploradas no exterior, muitas acabam cedendo a propostas de clientes para fazer sexo sem camisinha e ganhar mais do que o valor cobrado pelo programa”, alertou.

Brasil registra índices alarmantes de pessoas contaminadas pelo vírus

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registra aproximadamente 600 mil casos de pessoas infectadas pelo vírus HIV. O país segue a contramão do mundo, que registra queda desse índice. De acordo com a coordenadora da Casa da Cidadania, Sílvia Cerqueira, a escolha da data foi estratégica e ocorre próximo ao carnaval como uma forma de alertar o publico que curte a folia para a importância do sexo seguro.

Durante a Semana de Conscientização sobre HIV/AIDS – DSTs também são disponibilizados preservativos femininos. Amanhã, uma equipe do 6º Centro de Saúde ministrará palestra focada na saúde do homem, na sexta, a mesma equipe irá falar sobre os cuidados e proteção à saúde da mulher.