“Carnaval das antigas” marca abertura da folia em Salvador

Música, No Circuito
17 de janeiro de 2017
por Genilson Coutinho

wneto

A maior festa de participação popular do planeta ficará na memória dos baianos e turistas mais uma vez em 2017. O Carnaval de Salvador terá mais de 300 entidades, cerca de 700 horas de músicas com grandes atrações fazendo a folia dos soteropolitanos e turistas. Além das inúmeras atrações, o folião pode esperar muitas novidades nos seis circuitos oficiais. Serão diversas apresentações sem corda nos circuitos (Dodô, Osmar, Batatinha, Riachão, Sérgio Bezerra, Orlando Tapajós e Mestre Bimba) entre trios independentes, shows gratuitos e blocos sem cordas que deixarão a festa ainda mais atraente e democrático.

As novidades para a edição 2017 da festa, que tem como tema Cidade da Música, foram anunciados pelo prefeito ACM Neto durante coletiva realizada nesta terça-feira (17), no Teatro Gregório de Mattos (TGM), no Centro. Na ocasião, estiveram presentes também o vice-prefeito Bruno Reis; o secretário Cláudio Tinoco (Cultura e Turismo); o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington; o presidente do Conselho Municipal do Carnaval, Pedro Costa; representantes da Skol e da Air Europa – empresas patrocinadoras da festa; demais gestores municipais, convidados e imprensa.

“Este ano estamos ampliando as atrações para o folião pipoca. Somente o Furdunço, que acontece na Barra no domingo pré-Carnaval, terá recorde de 34 atrações gratuitas. Também vamos fazer um encontro de trios na quinta-feira (23), no Circuito Dodô (Barra/Ondina), para marcar ainda mais o início da festa. Vamos continuar com o Fuzuê, com artistas se apresentando sem cordas, Carnaval nos bairros, palcos temáticos e demais atrativos que serão divulgados em breve”, salientou o prefeito.

Abertura – A abertura vai acontecer novamente na quarta-feira (22 de fevereiro), com um grande baile de Carnaval à moda antiga na Praça Municipal. O clima de folia “das antigas” será dado por um grande cortejo formado por baianas e as bandas e grupos Olodum, Didá, Ilê Aiyê, Malê Debalê, Cortejo Afro, Filhos de Gandhy, Muzenza, Os Mutantes, Saku Xeio e Pai Burokô. O cortejo parte do Terreiro de Jesus em direção à praça para encontrar a orquestra formada por 40 músicos e comandada por quatro maestros: Sérgio Benutti, Fred Dantas, Paulo Primo e Zeca Freitas.

Na ocasião, será feita uma homenagem ao artista plástico Mestre Didi (Deoscóredes Maximiliano dos Santos), que completaria 100 anos em 2017. Após a entrega das chaves ao Rei Momo, o cantor Bell Marques se apresentará pela primeira vez no local com sucessos que marcaram a carreira e o Carnaval de Salvador.

Também parte do primeiro dia de festa, as atrações no Circuito Sérgio Bezerra – que engloba o trecho do Farol da Barra ao Morro do Cristo – vão se apresentar mais cedo: a partir das 16h. São 28 bandas de sopro e percussão que animam o público com as famosas marchinhas e sucessos do Carnaval em versão instrumental.

Atrações gratuitas – Grandes atrações sem corda já estão confirmadas para o Carnaval de Salvador 2017. Os 70 anos serão comemorados por Moraes Moreira com a “Pipoca do Moraes” no domingo (27), no Circuito Dodô. Além do Pôr do Sol na Castro Alves, o grupo BaianaSystem será a última atração do Circuito Dodô na segunda-feira (27). A cantora Daniela Mercury desfila na sexta-feira (24), no Circuito Dodô, e terça-feira (28), no Circuito Osmar, também sem cordas.

 

O folião pipoca vai poder curtir a festa já no pré-Carnaval a ser realizado no Circuito Orlando Tapajós (contrafluxo), na Barra, no fim de semana que antecede a abertura oficial. No sábado (18), a partir das 15h, será realizado o Fuzuê, que terá como ponto marcante a abertura do evento com o bloco Sarapa, em homenagem aos 40 carnavais do designer Pedrinho da Rocha. São 21 grupos culturais, folclóricos e tradicionais que participarão do desfile, a exemplo das Ganhadeiras de Itapuã, Paroano Sai Milhó, Grupo Zambiapunga e Quabales.

No dia seguinte, também às 15h, será a vez do Furdunço trazer as charangas, fanfarras, orquestras, grupos percussivos e minitrios. O cantor Léo Santanna, estreante na iniciativa, é uma das 34 atrações que vão se apresentar no local e a lista ainda engloba nomes como Silvia Patricia e Tuk Tuk Sonoro, Alex da Costa e Coreto Elétrico, Alexandre Leão, Band’Aiyê e Orquestra de Frevos e Dobrados. O Furdunço retorna na sexta-feira (24), no Circuito Osmar (Centro).

A Praça Castro Alves será palco mais uma vez do Pôr do Sol. A iniciativa, que ocorre em um dos locais símbolos do Carnaval, será realizada no domingo (26), sob o comando da turma do BaianaSystem e convidados.

Bairros – O Carnaval nos Bairros está garantido e acontece em dez locais diferentes da cidade. São eles: Cajazeiras, Periperi, Itapuã, Liberdade, Boca do Rio, Plataforma, Centro Histórico (Praça da Cruz Caída) e nas ilhas de Maré, Bom Jesus dos Passos e dos Frades.

Os Palcos Temáticos também estão na programação do Carnaval. De casa nova em 2017, o Palco do Rock será realizado na Praça Wilson Lins, na Pituba, a partir das 19h. O Palco Multicultural será montado novamente no Terreiro de Jesus para receber bandas de hip hop, reggae, arrocha e demais estilos musicais, a partir das 18h. O Terreiro do Samba bate ponto na Praça da Cruz Caída, com atrações a partir das 19h.

Espaços temáticos – Com o sucesso registrado nas edições anteriores, os espaços temáticos marcam presença na folia em Salvador em quatro locais. A Vila Infantil vai trazer atividades para os pequenos novamente na Praça 2 de Julho (Campo Grande). As Vilas Gastronômicas estarão localizadas ao lado do Farol e na Rua Airosa Galvão, ambas na Barra, e na Rua Nossa Senhora de Fátima, em Ondina.

O Beco das Cores, na esquina da Rua Dias D’Ávila com a Avenida Oceânica, na Barra, vai trazer DJ’s ao local conhecido pela diversidade. As apresentações acontecerão nos intervalos da passagem dos blocos, das 19h à 0h. No dia 27, a Praça Castro Alves contará com o Desfile de Fantasia de Luxo e Originalidade, a partir das 19h.

Decoração Monumental – A decoração da folia este ano será produzida por cinco grandes nomes das artes plásticas em Salvador: Tatti Moreno, Bel Borba, Maria Adair, Eliana Kértesz e Alberto Pitta. As peças inéditas terão aproximadamente 15m de altura e ficarão dispostos em cinco pontos da cidade, que são a Praça Castro Alves, Campo Grande, Barra, Ondina e Rio Vermelho.