Carla e Patrícia Unidas pelo amor

Sem categoria
18 de dezembro de 2011
por Genilson Coutinho

Na tarde deste domingo (18), Patricia Sarube e Carla Santana resolveram celebrar um relacionamento de quatro anos casando-se em cerimônia para amigos, familiares e imprensa. O Dois Terços, claro, teve a honra de conversar com as duas mulheres que não têm medo do que a sociedade pensa e que resolveram dizer para o mundo o quanto se gostam. Elas discutiram homofobia, amor, relacionamento e, segundo as duas, não houve dificuldade ou empecilhos para a formalização da união estável junto ao poder judiciário. Sem dúvidas, 2011 foi um ano de avanço para nós, cidadãos LGBT.

Dois Terços: Qual a idade de cada uma?

 Patricia Sarube: Eu me chamo Patricia Sarube, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 37 anos. Completei no dia 22 de novembro. Sou sagitariana. A minha noiva se chama Carla Santana, natural da Bahia, e também tem 37 anos, completados no dia 08 de dezemnbro. Ela também é sagitariana.

 

DT: Qual é a profissão de cada uma?

 

 PS: Somos formadas em Turismo. E a nossa segunda profissão: trabalhamos com animação de festas infantis. Eu, Patricia sou a DJ e a Carla, a animadora.

 

DT: Como se conheceram?

 PS: Nós nos conhecemos há mais ou menos quatro anos atrás pela internet.

 

DT: Estão juntas há quanto tempo?

 

 PS: Nós estamos morando junto há um ano em Salvador.

 

DT: Por que resolveram se casar?

 

 PS: Sobre o casamento, já era um projeto que cada uma tinha, poder constituir uma família e poder se casar. E também pela afinidade que nós temos. Temos uma família maravilhosa, a nossa sintonia é perfeita, temos pontos de vistas bem parecidos, somos da mesma profissão, signo, idade, tipo sanguíneo. Temos vontade iguais de crescer e desenvolver, temos atitude e força de vontade, somos independentes, bastante espiritualistas. Mesmo longe ou separadas, a sintonia que temos é impressionante, cada uma sabe exatamente o que a outra quer, acreditamos no amor. Enfim, amar vale a pena sempre…

 

DT: Quais são as expectativas para o futuro?

 

 PS: As expectativas para o futuro são muitas. Todo mundo almeja tudo de bom pra si e querer compartilhar com quem vive ao seu redor. Queremos crescer financeiramente, espiritualmente, ter uma família e uma vida estável. Viver em harmonia.

 

DT: O Brasil está menos ou mais homofóbico?

 

 PS: Referente a homofobia, acho que as pessoas estão mais abertas, aceitando as escolhas de forma mais pacífica, mas, ainda existe homofobia…

 

DT: Qual é o segredo de uma relação duradoura?

 PS: O segredo de uma relação duradoura, acho que é você primeiro querer estar com essa pessoa, ter certeza de que quer compartilhar uma vida com essa pessoa, dividir, somar, diminuir e multiplicar, depois… ter cumplicidade, respeito, diálogo, afeto, fé, sabedoria, certeza de que Deus é que está no controle de tudo, e ele sabe de todas as coisas.

 

DT: Como vocês se sentiram com a decisão do STF?

 

 PS: Ficamos muito emocionadas com a decisão do STF e também impressionadas com a forma como foi conduzida e defendida a questão. Depois de tantas lutas, enfim, aconteceu, nem mais nem menos, direitos iguais.

 

DT: Qual recado vocês gostariam de mandar para a juventude LGBT, especialmente para aqueles que sofrem bullying?

 

 PS: Que se repeitem acima de tudo, respeitem suas familias, repeitem o seu próximo, respeitem seus parceiros, se amem, se informem, se qualifiquem, se protejam, que não sejam mais um na multidão, mas, sim, sejam um diferencial entre todos, para que dessa forma possam responder a altura qualquer forma de discriminação e preconceitos. Tendo assim equilíbrio, sabedoria e argumentos, para se expressar e se defender de uma forma pacífica, inteligente e educada com as outras pessoas.

 

João Barreto

Fotos: Fábio Rocha/Genilson Coutinho/doistercos